A enclavar desde 2005

«São meus discípulos, se alguns tenho, os que estão contra mim, porque esses guardaram no fundo da alma a força que verdadeiramente me anima e que mais desejaria transmitir-lhes: a de se não conformarem.»
Professor Agostinho da Silva





06 agosto 2016

O ano passado...

...quase arrancaram uma árvore, este ano vamos fresar o Largo do Rossio e plantar cevada, malte, videiras...


2 comentários:

Anónimo disse...

Esse largo faz lembrar um largo que existe na terra dos meus avós, onde havia sempre a tradicional festa no Verão: a procissão, a quermesse, a banda filarmónica onde meu avô tocava, os bailes, as gincanas...
Estas festas tradicionais são o "espelho da alma" de uma população...

SuperFebras disse...

Astucia em primeiro lugar. Videiras, sempre videiras. Da' vinho todos os anos e so' e' necessário replantar ao fim de quarenta anos.