A enclavar desde 2005

«São meus discípulos, se alguns tenho, os que estão contra mim, porque esses guardaram no fundo da alma a força que verdadeiramente me anima e que mais desejaria transmitir-lhes: a de se não conformarem.»
Professor Agostinho da Silva





15 novembro 2019

Da bola, (in)justiça e radicalismos da moda

Misturar assuntos, com a bola e a estupidez como pontos comuns...

1 - A Académica vai ter um jogo de castigo (jogar à porta fechada, ou seja, sem adeptos no estádio) porque no Verão, durante um jogo "amigável" com o SLB, um adepto deu um empurrão noutro e este caiu perigosamente. Recordo que não foi num jogo oficial e que a situação foi entre adeptos - como tantas vezes ocorre, em tantos estádios, onde empurram, batem, atiram cadeiras, etc.

Concordo que os clubes comecem a pagar pelos erros de quem deixam entrar para os seus estádios!!!

Mas...

Há meia dúzia de anos, em pleno estádio da Luz, num jogo SLB x FCP, um conhecido adepto benfiquista (agora preso por tráfico de tabaco e outras coisas...) entrou no relvado e deu um calduço a um dos árbitros, apertando-lhe o pescoço. Vídeo AQUI!

As autoridades não o detiveram e a justiça desportiva não aplicou qualquer jogo de castigo (à porta fechada) ao SLB. 

Nada a que não estejamos habituados quando se trata do "clube do regime"...

2 - O jogador Bernardo Silva (um dos melhores na nossa seleção), foi punido com um jogo de castigo e uma multa de quase 60 mil euros por ter brincado nas redes sociais com um colega de clube e amigo. Amigo esse que veio imediatamente a público dizer que foi apenas isso mesmo, uma brincadeira e que aconteceu num contexto de muita confiança, amizade e brincadeiras mútuas.

A imagem que levou a este castigo foi esta:
Racismo ou brincadeira entre amigos??? Recordo que o Bernardo não é muito alto e por vezes o amigo visado lhe chama anão e outras brincadeiras do género, que só mostram a confiança e amizade entre ambos.

Imaginem que por eu ter pouco cabelo, algum amigo partilhava uma foto nas redes sociais, fazendo uma alusão ao cebolinha 
Acham que teria algum impacto? 

O que quero distinguir é uma fervorosa moda radical de empolar todas as questões que possam ferir algumas susceptibilidades (racismo, liberdade de expressão, homofobia, animais...).

Depois admiram-se da direita mais encostada à "extrema" ir ganhando adeptos aqui e ali...

O pessoal começa a ficar farto dos radicais de esquerda que se vão instalando onde podem, mas... como é altamente censurável dizer-se que não se concorda com eles... vamos todos comendo e calando, alimentando os interesses instalados.