A enclavar desde 2005

«São meus discípulos, se alguns tenho, os que estão contra mim, porque esses guardaram no fundo da alma a força que verdadeiramente me anima e que mais desejaria transmitir-lhes: a de se não conformarem.»
Professor Agostinho da Silva





31 janeiro 2017

O Eder foi agraciado com o prémio "Reconhecimento"

A III Gala do Desporto da U.F. S. Martinho do Bispo e Ribeira de Frades, entendeu que pelo seu passado associado a uma Instituição da União de Freguesias e pelo seu contributo para a maior alegria desportiva portuguesa em 2016, seria um justo vencedor nesta categoria.

Contactado, enviou um vídeo de agradecimento e pediu-me que recebesse o prémio, que posteriormente lhe entregarei em mãos.

Mais do que as qualidades desportivas (ao alcance de todos), tentei em poucos segundos realçar as qualidades humanas e a sua resiliência e humildade.

O vídeo está ao fundo :)



video

27 janeiro 2017

Entre 26 e 27 de Janeiro de 2001...

O rio Mondego rebentou a margem esquerda (naturalmente) e a direita (de forma propositada/controlada).

16 anos depois, a conclusão (sempre a mesma em todas as inundações da cidade de Coimbra, com a agravante do assoreamento a montante do açude-ponte) volta aos jornais, como se uma novidade se tratasse...


As empresas que exploram a barragem deveriam ser responsabilizadas pelos danos causados às populações, mas como estamos em Portugal...

Claramente a ganância de manter a barragem numa cota elevada, para assegurar maior produção eléctrica, fez com que a construção perdesse a sua principal função (reter/controlar cheias, minimizando o impacto a juzante).

A precipitação foi anormalmente elevada, mas não justifica tudo. Felizmente não morreu ninguém, mas se tivesse acontecido, o Ministério Público não teria obrigação de apurar responsabilidades???

Falhas:
- Má gestão da capacidade de encaixe da barragem da Aguieira
- Falta de assoreamento do rio Mondego (a montante do açude, mas também a juzante de cada paredão/molhe, se posem ver ilhas, com vegetação enorme, acumulação de calhaus rolados e outros materiais que impedem que o leito do rio desempenhe a sua função - escoar água)
- Os "fusíveis" de água (na margem direita não funcionaram e as autoridades competentes só usaram explosivos para os rebentar, após a margem esquerda, mais perto das povoações, ter cedido naturalmente.

Os interessados poderão ter mais informações AQUI.

26 janeiro 2017

Ontem, pela Antena 1...

O meu colega (como ele me trata) Júlio Machado Vaz, fala da importância da Plataforma PAJE e do trabalho que desenvolvemos.

Ouvir AQUI!

É bom sermos reconhecidos por "gente graúda" :)

Mas mais importante é reconhecermos a nossa gente graúda e hoje a minha mãe celebra 75 voltas ao Sol, e a cada metro percorrido, sinto cada vez mais a sua importância como mãe, como educadora e como ser humano.

Parabéns "avó Isilda"!!!

21 janeiro 2017

Da bola...

A maldição (azelhice/falta de pernas/falta de concentração/falta de estratégia...) do JJ nos últimos minutos.

Pelo SLB, além do "momento Kelvin" que lhe tirou o campeonato, houve uma final da UEFA com o Chelsea e mais alguns desaires que agora não recordo.

Pelo Sporting, só esta época, golos decisivos sofridos nos últimos minutos...

- Eliminados das competições europeias, por perdermos 3 pontos no jogo em Madrid

- Eliminados da Taça da Liga, por perdermos com o Setúbal, já nos descontos

- Eliminados da Taça de Portugal, por perdermos aos 88 minutos com o Chaves

Ou seja, as 3 competições de que fomos afastados, tal aconteceu nos últimos momentos dos jogos decisivos.

Mas... no campeonato, o jogo com o Guimarães, também com o golo do empate sofrido mesmo a acabar, além do empate com o Chaves, tiraram 4 pontos importantíssimos na luta pelo campeonato.

Azar? Se acontecesse uma vez!

Mas acontecendo pelo menos 5 vezes, todas decisivas... é tudo o que escrevi na primeira frase.

A equipa desconfia de si própria, da sua qualidade, do que lhe possa acontecer...

Isso é notório e trabalha-se! Mas é preciso alguém que o saiba fazer. Parece-me que o JJ pode perceber de bola, mas de relações humanas/psique/emocional... está muito longe.

19 janeiro 2017

18 janeiro 2017

No país onde vive...

...um dos "meus" jovens escolheu as primeiras horas do ano para me dar ainda mais responsabilidade no que vou transmitindo diariamente aos que comigo privam.

Os ecos das nossas atitudes podem perpetuar-se no tempo e no espaço, por isso, aquelas devem ser assertivas.

17 janeiro 2017

Da bola...

Parabéns ao Chaves que eliminou Porto e Sporting!

Parabéns à Briosa que se bateu dignamente!

Parabéns aos jogadores do Sporting que não foram convocados!

Coimbra...


14 janeiro 2017

Com 30 anos, uma letra fenomenal



O Velho Francisco
Chico Buarque

Já gozei de boa vida
Tinha até meu bangalô
Cobertor, comida
Roupa lavada
Vida veio e me levou

Fui eu mesmo alforriado
Pela mão do Imperador
Tive terra, arado
Cavalo e brida
Vida veio e me levou

Hoje é dia de visita
Vem aí meu grande amor
Ela vem toda de brinco
Vem todo domingo
Tem cheiro de flor

Quem me vê, vê nem bagaço
Do que viu quem me enfrentou
Campeão do mundo
Em queda de braço
Vida veio e me levou

Li jornal, bula e prefácio
Que aprendi sem professor
Freqüentei palácio
Sem fazer feio
Vida veio e me levou

Hoje é dia de visita
Vem aí meu grande amor
Ela vem toda de brinco
Vem todo domingo
Tem cheiro de flor

Eu gerei dezoito filhas
Me tornei navegador
Vice-rei das ilhas
Da Caraíba
Vida veio e me levou

Fechei negócio da China
Desbravei o interior
Possuí mina
De prata, jazida
Vida veio e me levou

Hoje é dia de visita
Vem aí meu grande amor
Hoje não deram almoço, né
Acho que o moço até
Nem me lavou

Acho que fui deputado
Acho que tudo acabou
Quase que
Já não me lembro de nada
Vida veio e me levou

13 janeiro 2017

Agora que já se pode ligar a TV...

... sem levarmos com horas de lavagem cerebral sobre um homem que "forçosamente2 só tinha virtudes. 

Assim como uma mistura entre Madre Teresa de Calcutá, Gandhi, Mandela e quase o próprio J.C.

Recordemos factos:

Em 2005 foi copiosamente derrotado nas presidenciais pelo mesmo Cavaco Silva que detestava. “Devo ir porque tenho condições para ganhar isto. O Cavaco, que disparate!”, dizia.

O pai da pátria teve apenas 14,3% dos votos, foi humilhado por Cavaco que conseguiu mais de 50% à primeira e pelo seu colega de partido Manuel Alegre que recebeu mais 350,000 votos que ele. 5 anos depois apoiou Fernando Nobre que repetiu os seus 14% e o terceiro lugar, vendo Cavaco ser eleito mais uma vez à primeira, com mais de 53% dos votos. E, não acertando uma, apoiou Sampaio da Nóvoa, o político com o discurso mais insípido e oco deste século que seria outra vez copiosamente derrotado para um candidato apoiado pela direita.

A isto somaram-se as derrotas sucessivas do seu filho no campo político (PS, Câmara de Sintra, Saída do governo). O clã Soares é agora perdedor sistemático e o ressabiamento do patriarca da família é notório.

As condecorações que foi recebendo e as homenagens que lhe foram realizando fizeram-no acreditar que ainda teria alguma coisa a dizer, mas a realidade é que os últimos anos de Soares foram penosos. A incompreensão pelo mundo que o rodeava que apelidava de neo-liberal a torto e a direito, a participação em eventos ao lado da esquerda mais radical, o apoio a regimes pouco recomendáveis como o Venezuelano e a defesa patética que fez do encerramento dos órgãos de comunicação social independentes por Chavez, o discurso ignorante contra a Sra. Merkel e a quantidade impressionante de tontices que debitou nos últimos anos de vida, tudo isto são coisas que não se apagam.

Como corolário, Soares brindou-nos semana após semana com os artigos mais confrangedores de que há memória.

Mário Soares foi um político que teve muito sucesso durante grande parte da sua vida, lutou contra uma ditadura, ajudou a impedir outra e fez parte de um governo que, de alguma forma, salvou Portugal. Pela minha parte, muito obrigado.

Mas não é o Pai da Pátria, o Pai da Liberdade ou o Pai da Democracia. Pai só do João e da Isabel. 

Descanse em paz.

12 janeiro 2017

Pela Univ. de Coimbra...


Uma verdade...

O povo Curdo, gaseado pelo regime de Saddam Houssein, empurrado pelo regime de Erdogan...

O PKK, atentados, terrorismo...

A comunidade internacional assobia para o lado e de quando em vez... mais um atentado!!!

09 janeiro 2017

Vamos por partes...

Lutar pela liberdade? Salgueiro Maia!!!

Lutar contra o fascismo (ser-se preso)? Álvaro Cunhal!!!

Lutar pelo pensamento livre? Agostinho da Silva!!!

Lutar contra as desigualdades/injustiças??? Dr Almiro!!!


Honremos os melhores e não os que se serviram do Estado para conseguir protagonismo e riqueza!!!

"Funeral-Mandela" para quem se julgava acima de todos? digam-me uma frase que tenha ficado célebre, saída da boca de quem teve tempo de antena até aos 92 anos.

Pois!!! Não há?! "Soares é fixe!" Além de não ser de sua autoria, não é propriamente um pensamento, uma máxima.

Não me revejo na liberdade que ele conquistou. A liberdade de se achar acima de tudo e de todos, não respeitando as leis (trânsito - carro  do Estado a mais de 200Km/h, eleitorais - apelar ao voto no filho em dia de eleições, urbanidade - "Ó Sr guarda, desapareça!", delicadeza - "então não estão cá os criados?" quando num hotel os funcionários demoravam um pouco mais, internacionais - promovendo o contrabando de marfim de Angola, assunto falado em todo o mundo, quando o avião em que o filho viajava caiu. Etc...). 

Não concebo tantas horas a quem mostrou falta de carácter (péssima descolonização - abandono dos "retornados", "traição" ao amigo Manuel Alegre - ao candidatar-se à Presidência da República, incitamento à violência - no governo Passos Coelho, sempre que lhe dava voz, o discurso era "isto ainda vai acabar mal. O povo pode revoltar-se. Ainda vai haver violência", mostrando gritante falta de sentido de Estado...)

Se há 10 anos tivesse optado por enfiar os chinelos e o roupão, teria saído em grande e evitaria derrotas eleitorais e vexames públicos.

Numa coisa lhe tiro o chapéu... honrou o seu camarada, amigo, delfim Sócrates até ao fim!

Nota: reconheço que lutou em prol da liberdade e que foi um Estadista e um político ímpar



07 janeiro 2017

Haja memória...

Poucas pessoas serão apenas boas ou apenas más. Um homem que lutou pela democracia, chegou aos 92 anos com saúde e vitalidade, estando há um mês internado em estado grave.

Foi uma pessoa com habilidade política acima da média e algum legado democrático há-de ter deixado.

"Endeusá-lo", ser alcunhado de "pai da democracia", ser proposto para o Panteão Nacional e outras coisas que se vão lendo e vendo nos órgãos de comunicação social, causa-me revolta, pois há muito para recordar deste cidadão, que não apenas o dinheiro que todos pagámos para dar as suas voltas em cima de uma tartaruga-gigante nas Seysheles (país com quem Portugal sempre teve grande ligação comercial ou cultural) :)

RECORDEMOS MÁRIO SOARES

# O tal que deixou um milhão de Portugueses pendurados sem ponte aérea nas Colónias em 1975; que em 1974 disse à Der Spiegel "Em caso de emergência atiraremos sobre os colonos brancos", e que no Brasil em 1973 disse que só havia uma solução para os Portugueses ultramarinos: "atirá-los aos tubarões"

# O tal que enterrou DUAS vezes PORTUGAL no FMI em 1977 e 1983 como Primeiro Ministro

# O tal da Fundação que recebeu 1,33 Milhões de euros do Estado e ficou isenta do pagamento de 220 mil euros de impostos ao património

# O tal que "foi" lacaio da maçonaria do GOL em Portugal e lacaio da Maçonaria em França

# O tal cujo filho caiu num avião atulhado de marfim traficado em Angola

# O tal arruaceiro que insulta Juízes e diz "Ó Sr. Guarda, desapareça" na televisão

# O tal que que acusou em 1980 o General Ramalho Eanes de traição política por ter elogiado a AD de Sá Carneiro.

# O tal que mandou instaurar um processo disciplinar e expulsou Zenha do PS, por este ter apoiado Ramalho Eanes.

# O tal que participou em Julho de 1973 numa manifestação em Londres contra a visita de Marcelo Caetano, onde se queimaram vários exemplares da Bandeira Nacional.

# O tal que fez campanha pelo filho (quando este se candidatou à Câmara de Lisboa) em pleno dia das eleições, para as câmaras das televisões e microfones das rádios.

AQUI

Nota: este texto foi escrito às 15:30 (cerca de 15 minutos depois...)

A terminar o ano passado...

AQUI

AQUI

AQUI

E até no Correio da Manhã :)

Bem como em muitos órgãos de comunicação social, a PAJE voltou a ser notícia, fazendo o balanço dos primeiros meses de atividade.

Grato aos que por aqui vão acompanhando... e ajudando!!!

06 janeiro 2017

Da sabedoria popular...

Só somos bons, até que os nossos vizinhos queiram

05 janeiro 2017

De outros tempos...

O ritual das cegonhas animou conversas entre gerações. Porque chegavam (Primavera à vista), porque já tinham filhotes, porque emitiam os barulhos característicos (bater os longos e fortes bicos), porque partiam e vinha o Inverno...


O local de trabalho para uma elevada percentagem de ribeirenses. O seu ganha-pão e onde o barro era moldado, cozido, carregado à mão em camionetas, sob a forma de tijolos e telhas...

A "sirene" que pautava os dias desta Terra, quando apitava 5 minutos antes, para os trabalhadores irem lavando as mãos e às 13:00 em ponto estarem ao portão, a pé, motoretas, bicicletas, homens, mulheres...

02 janeiro 2017