A enclavar desde 2005

«São meus discípulos, se alguns tenho, os que estão contra mim, porque esses guardaram no fundo da alma a força que verdadeiramente me anima e que mais desejaria transmitir-lhes: a de se não conformarem.»
Professor Agostinho da Silva





30 setembro 2015

Acabar o mês com...

Beijos e um pouco de Brecht para nos dar alento:

"Melhores ou piores, é a mesma coisa.
A bota que nos pisa é sempre uma bota.
Já compreendereis o que quero dizer:
Não mudar de senhores, mas não ter nenhum!".

O "parodiante de Lisboa"

António Costa chegou à liderança do PS com o estatuto de ungido, municiando a sua batalha contra António José Seguro com os números das sondagens.

Mostrou bem o seu carácter, ao afastar o Tó Zé Seguro da forma que fez e ao esquecer a amizade que manteve durante décadas com Sócrates (não me refiro a outro plano que não o pessoal).

O "Chamuças" nunca deveria ter chegado a líder do PS. Mas as claques na imprensa tudo fizeram para destruir politicamente o Seguro e meter lá este.

Mas...

O que fará se o PS tiver menos votos ou menos deputados que a coligação???

Demite-se ou arranjará forma de pressionar Cavaco Silva a dar-lhe posse como Primeiro Ministro, fazendo acordos com outros partidos, de forma a ter uma maioria parlamentar?

Imaginem que a coligação tem 38% dos votos e 105 deputados, enquanto o PS tem 37% dos votos e 104 deputados. Quem vence é a coligação, mas uns acertos à esquerda podem constituir uma maioria com o "Chamuças" a encabeçar.

Algum jornalista já se lembrou de o questionar directamente sobre este eventual (e nada descartável) cenário???

Um ribeirense chegou ao alto da Universidade de Paris

 E este não foi ao domingo nem com dinheiro de um amigo... Para descer é que foi pior, não "Pegão"???


29 setembro 2015

Eheheh


¿Por qué no te callas?


No artigo de opinião, Mário Soares diz que é de “todo incontornável a confiança no Partido Socialista e no seu secretário-geral, António Costa, a personalidade certa para conduzir o país como primeiro-ministro do próximo Governo”.

Lembremos que disse o mesmo de Sócrates, que já visitou uma dúzia de vezes e continua a levar e trazer recados, além de injuriar a justiça e os juízes, garantindo a sua total inocência!!!

Os atuais governantes devastaram nestes últimos quatro anos e meio o nosso querido país. O próximo dia 04 de outubro, dia da eleição para a Assembleia da República, é por isso decisivo”, escreve Mário Soares.

Realmente é preciso ter lata! Então o país estava tão bem há 4 anos e meio atrás que nem foi preciso pedir ajuda externa. Miserável! Sem vergonha! Reduziram-te a mama na Fundação e puseram os teus amigos Salgado e Sócrates "à sombra"??? Tens sorte não teres idade para ires preso...

Vida em Marte???

David Bowie já o anunciara em 1971...

Haja quem se entenda, porra!!!

É mais ou menos consensual que ninguém terá maioria absoluta no próximo Domingo. Ou seja, terão que haver entendimentos (mesmo que pontuais) para o país ser governável.

Mas acabo de ouvir que:

- o BE considera o PS a maior fraude desta campanha e não está disponível para fazer acordos ou coligações.

- a CDU garante que não se coligará ao PS, a não ser que saiamos do Euro e mais umas medidas que claramente o PS não poderá aceitar.

- os partidos emergentes (é este o nome pomposo que dão aos LIVRE, AGIR, PAN e outras siglas engraçadas) nem entre eles se entenderam, pois todos juntos poderiam ter representatividade, assim, dificilmente terão.

- O "Chamuças" afirmou que votará desde logo contra qualquer orçamento de estado que a coligação apresente.

- A coligação (que já de si reúne PSD e CDS) também não me parece muito preparada para ceder.

Afinal o que nos espera no dia 5 de Outubro???

28 setembro 2015

Super Lua, Super cidade



(Créditos ao Cajó)

Eles andam aí... :)


Por Portalegre, com uma sala repleta...

Na semana anterior ao arranque do ano lectivo, numa sala repleta, pessoal docente e não docente da Escola José Régio (Portalegre) reflectiu sobre as suas funções poderem ir um pouco mais além. 

Abordei uma perspectiva em que a escola é o espaço securizante e quem lá trabalha pode (e deve) constituir-se como adulto de referência para tantos dos nossos alunos que deles necessitam.



27 setembro 2015

Este sim, é um socialista que admiro!!!

Frontal e que não "encarneira" atrás dos outros!!!


Não preciso recordar que foi num congresso em Maio de 2011, ou seja, quando o "ex-44, actual 33" estava no poder...

25 setembro 2015

As responsabilidades que a vida nos arranja...

CINQUENTA MESES depois de eu ter deixado de colaborar na instituição que o acolheu, já adulto, a viver em autonomia na margem Sul do rio Tejo, ainda me envolve nas suas decisões mais importantes.

Perante uma encruzilhada daquelas que ocorrem na vida de tempos a tempos e que podem modificar o nosso futuro, lá sou chamado a opinar.

Faço-o sempre após muita reflexão, como se fosse a minha própria vida a estar suspensa, mas o receio de não estar a ser suficientemente assertivo, ponderado, racional, emotivo... é sempre grande.

Aliás, maior que o receio de aconselhar mal, só a responsabilidade que me colocam.

Ainda assim, após as explicações que tento dar na fundamentação dos meus conselhos (e algumas "marteladas", pois então), surge uma mensagem que me anima 10% e me responsabiliza 90%:

«Obrigado pelas palavras. Vou seguir os seus conselhos. Considero-lhe um pai, mesmo não sendo. Sabe disso?»

Não respondi, mas pensei: «pois não sei, mas aconselho como se fosses!»

Não esqueço...

- Que Passos Coelho prometeu coisas importantes e não as cumpriu

- Que se rodeou de pessoas como Miguel Relvas

- Que "se esqueceu" de pagar contribuições no tempo da Tecnoforma

- Que contratou demasiados "boys" do aparelho PSD

- Que deu primazia ao sector privado, em muitos casos prejudicando o público

- Que a compensação internacional pelo cumprimento português não chegou a aparecer

- Que atacou demasiado a classe média, protegendo as classes mais abastadas

- Etc...


Mas também não esqueço...

- Que com ele Miguel Relvas demitiu-se e ficou sem a licenciatura

- Que Miguel Macedo demitiu-se e foi constituído arguido

- Que teve de se manter coligado ao Paulo Portas, sabendo nós o feitio deste

- Que herdou o país num péssimo estado económico e financeiro

- Que conseguiu que as avaliações de quem nos emprestou dinheiro fosse todas positivas

- Que a tal "espiral recessiva" que tantos apregoaram não se verificou

- Que a Troika foi embora, com uma "saída limpa", que poucos achavam ser possível

- Que os juros continuaram baixos, mesmo com os tumultos na Grécia (cofres cheios)

- Etc...

24 setembro 2015

Espaço 1999

Esta série foi transmitida na RTP entre 1975 e 1977 e prendia-me à televisão. É incrível como o tempo passa e à época longínquo 1999, já lá vai há 16 anos...

Para os meus meninos (tantos, hoje já Homens)

POEMA DO AMIGO APRENDIZ

Quero ser o teu amigo
Nem demais e nem de menos
Nem tão longe e nem tão perto
Na medida mais precisa que eu puder
Mas amar-te sem medida e ficar na tua vida,
Da maneira mais discreta que eu souber
Sem tirar-te a liberdade, sem jamais te sufocar
Sem forçar tua vontade
Sem falar, quando for hora de calar
E sem calar, quando for hora de falar
Nem ausente, nem presente por demais
Simplesmente, calmamente, ser-te paz
É bonito ser amigo, mas confesso: é tão difícil aprender!
E por isso eu te suplico paciência
Vou encher este teu rosto de lembranças,
Dá-me tempo de acertar nossas distâncias

Fernando Pessoa

Desnorteado???

Confrontado com os números das suas medidas para a Segurança Social , António Costa diz que não vai cortar mas sim poupar. Mas que esperteza!

Por essa ordem de ideias , o Governo durante estes últimos 4 anos só esteve a poupar e não a cortar . Mas esta perspectiva de António Costa só se aplica , claro, às suas medidas que implicam um corte :) 

Mesmo depois de ter puxado o tapete ao Tó Zé Seguro de forma desleal por este ter um avanço "só" de 10% nas sondagens e ter ganho as eleições europeias e autárquicas (por pouco, dizia o "Chamuças"), as sondagens não conseguem que saia do empate e a 10 dias das eleições, tudo indica que não terá maioria absoluta (foi o que exigiu ao Seguro).

Claro que o silêncio do Seguro, mostrando uma lealdade ao partido e uma decência que me levam a ter pena que este oportunista (mais a "comandita socrática" ávida de poder que o empurrou) tenham tirado a hipótese de termos uma oposição séria e que dentro da esquerda, conseguisse cortar com os erros da governação socrática.

Mas já que assim não aconteceu, agora temos um desesperado que não conseguiu unir o partido e na ânsia de chegar ao poder, todos os dias avança com uma promessa nova, algumas delas precisamente o oposto da anterior.

23 setembro 2015

Era assim mesmo :)


Esta é de Junho de 2013

Mas tenho de outras datas...


Pessoalmente, manifestei-me sempre que entendi ser a forma de defender o que pensei ser mais justo, independentemente de quem estava no poder.

Não conseguiria "vestir uma camisola" e não a tirar, por isso, nunca o fiz.

21 setembro 2015

Nem mais...

A melhor maneira de lidar com os outros é tomá-los por aquilo que eles acham que são e deixá-los em paz.

António Lobo Antunes

O perfil do "Chamuças"

Nasceu em 1961

Militante da Juventude Socialista...

Aos 21 anos já era deputado na Assembleia Municipal de Lisboa (1982 a 1993). 

Deputado à Assembleia da República (1991 a 1995)

Secretário de Estado (1995 a 1997)

Ministro dos Assuntos Parlamentares (1997 a 1999)

Ministro da Justiça (1999 a 2002)

Deputado à Assembleia da República (2002 a 2004)

Euro-deputado (2004 a 2005)

Ministro de Estado e da Administração Interna (2005-2007)

Presidente da Câmara Municipal de Lisboa (2007-2015)

Algumas notas:
- Foi vereador da Câmara de Loures, após ter concorrido à presidência e ter perdido

- Saiu de ministro para se candidatar à C.M. de Lisboa

- Saiu da C.M. de Lisboa para se candidatar a Primeiro Ministro

- Participou no programa de debate político da SIC Notícias, Quadratura do Círculo (2008 a 2014)

A fonte foi a Wikipédia

Conclusões:
- Tem muitíssima experiência política

- Ser político é a sua única profissão conhecida

- Ser "Jotinha" dá os seus frutos (deputado da A.M. de Lisboa aos 21 anos)

- Gosta de saltitar, mas ao longo de 3 décadas, nunca ficou sem um cargo de poder (e bem remunerado)


P.S. - aguardo que façam o mesmo para outros líderes partidários, nomeadamente para Passos Coelho

20 setembro 2015

O que eu penso dos refugiados...


Um pouco farto de atitudes insensíveis, levadas por impulsos do momento, mesmo de quem tem acesso a informação mais abrangente que não seja recolhida em sites de origem duvidosa...

Acredito que haja motivos para recear infiltrados, mas achar que receber desesperados (quando a ONU patrocina maioritariamente) é retirar apoio aos portugueses necessitados, quando alguns destes teimam em não querer sair das ruas...

Os portugueses têm tradição em tentar fugir ao cumprimento das regras, mas agora mostram-se muito preocupados que um "grupo de selvagens" consiga ainda infringir mais normas de civismo do que nós.
"Aqui quem rega com gasolina, esfaqueia, abate a tiro ou abusa sexualmente das nossas mulheres, ex-mulheres, filhas, netas ou vizinhas, somos nós!!!"

Os portugueses têm tradição em acolher e em ser acolhidos noutras paragens. Lembremos crises humanitárias anteriores como a guerra dos Balcãs, onde kosovares e outros povos rumaram ao nosso país, não vindo daí mal ao mundo.

Recordemos que dos 1.500 previstos, cerca de 1000 são crianças, 300 são mulheres e apenas 200 homens adultos. Portugal tem 308 concelhos, ou seja, a probabilidade de se cruzarem com estes desgraçados é pouca.

Humanismo precisa-se!!!

Este vídeo ajuda a entender...

Relembro que a Turquia já acolheu 800 mil, o Líbano 1,2 milhões e a Jordânia 600 mil — Estados com fronteiras directas com a Síria — já receberam um número elevado de refugiados do conflito sírio, o mesmo não se pode dizer da Arábia Saudita, Emiratos Árabes Unidos, Qatar, Kuwait, Omã e Bahrein. 

Em Janeiro deste ano...



19 setembro 2015

Das sondagens...

Parece que saíram três e os resultados são muito semelhantes... empate (ou próximo disso).

Digam o que disserem as sondagens. Mais para cima, mais para baixo. Este foi o governo da troika, do aumento brutal de impostos, das greves, da maior manifestação da nossa história, do irrevogável, das moções de censura e dos cortes históricos nas pensões e nos orçamentos da administração pública. Este é o governo das privatizações e de mais greves e de mais privatizações. Só Passos acreditava numa legislatura completa. Em circunstâncias normais estaríamos a discutir o tamanho da maioria absoluta do Partido Socialista. Em vez disso as eleições estão renhidas. Aconteça o que acontecer, mesmo que ganhe, António Costa perde sempre.

O desespero de António Costa vai-se acentuando, a última foi declarar que inviabilizará (sem o conhecer) o Orçamento de Estado para 2016 se a Coligação vencer as eleições. Assim mesmo, sem mais.

Faltam duas semanas...

A "sondagem" aqui do tasco continua activa -------»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»


18 setembro 2015

Aí está a Festa da Santa Ana :)


Ainda os refugiados...



Entretanto... um "terrorista", que resolve fazer de tudo para salvar a sua criança.

Tal deve ser o desespero de um pai que para fugir à barbárie que se instalou no seu país, arrisca a sua vida e a dos seus...


Amanhã... será um grande dia

Força Nuno e que tudo continue a ser como merece... aquela máquina!!!


17 setembro 2015

Este sábado...


Quem a chamou ou quem a fez ser imprescindível?

Eu não chamei a troika, juro!!! Mas gostava de ter chamado!!!

Sem ela, os funcionários públicos ficariam sem salários e os pensionistas sem pensões. 

Foi por isso que Soares tentou convencer Sócrates a chamá-la. Foi por isso que Teixeira dos Santos a chamou, mesmo à revelia de Sócrates. 

Ninguém nos emprestava dinheiro e os cofres estavam vazios. 

As capas dos jornais de hoje...

Quando o resultado parece ser justo, as promessas vão arranjando alguns votos...

Já a classe docente, como sempre, apanha na boca, mesmo da comunicação social. Até parece que não haverão classes profissionais onde mais de 159 sejam candidatos a deputados, com direito a faltar para participar na campanha eleitoral...

Escolhidos a dedo...

O título do livro do "ex-44 actual-33" não podia ser melhor escolhido "A CONFIANÇA NO MUNDO"

Um está preso, outro é investigado por corrupção a toda a força e...

Só o da esquerda é que continua sem "apertos" por parte da justiça. Sabe-se lá o motivo...

Já foi visitar Sócrates SEIS vezes. Há muito para contar...

P.S. - o pior é que Sócrates tem sempre que o receber, pois quando ouve a campainha não pode dizer "o sr eng. não está."


16 setembro 2015

Do plafonamento...

O plafonamento - tecto para contribuições para futuras pensões - não é um bicho de sete cabeças e não se trata da privatização da Segurança Social, como alguns querem fazer passar. 

Veja-se quantos países na Europa têm plafonamento.

Alguns desses, socialistas. Alguns com plafonamento desde 1974.

Porque o Estado não deve, nem consegue suportar pensões tão elevadas. As pensões douradas que oneram o sistema devem encontrar outra resposta aliviando precisamente o sistema para que as pensões não douradas estejam garantidas. Hoje e no futuro.

Nem ficaram muito mal :)




Tão engraçadinho... :(


Tomara que uma catástrofe natural (ou outra) não lhe destrua a casa, e que não tenhamos que contribuir para a refazerem...

15 setembro 2015

Das aldrabices...

Um dos principais defensores do "ex-44, actual-33", Marinho Pinto, falou na televisão (à boca cheia, como é seu hábito) que:

"o normal é trocarem a assembleia da república pelo parlamento europeu, mas eu, se for essa a vontade dos portugueses - leia-se, se for eleito dia 4 de Outubro - sairei de Bruxelas e assumirei o cargo de deputado em Portugal."

Acontece que o seu partido - PDR, caso consiga eleger algum deputado será em Lisboa e o espertalhão do Marinho Pinto é cabeça de lista por Coimbra, onde as hipóteses de ser eleito são... praticamente zero!!!

Ou seja, mais um embuste que tem por trás uma sustentação do próprio "vivo em Coimbra, por isso não faria sentido ser candidato por outro distrito".

Resumindo, como não será eleito, continuará a receber os cerca de 6 mil euros mensais, a tal verba que não dá para fazer uma vida normal em Lisboa...

P.S. - quem quiser votar nele, não se esqueça que já não concorre pelo Partido da Terra (esse seerviu apenas de trampolim), pois agora entra num tal de PDR

Da falta de vergonha...

O PS levou Portugal à bancarrota e agora insurge-se pelo facto de os jovens se terem visto obrigados a emigrar nestes últimos quatro anos. 

Mas pensava o quê???

Que as consequências para o país da bancarrota que criou terminavam no dia seguinte às legislativas de 2011???

Os jovens, os que puderam, começaram a ir embora em 2010, 2011, e por aí fora, porque o país foi deixado na bancarrota pelo PS e havia um Memorando para cumprir. Se assim não fosse, estaríamos como o povo grego, ou duvidam???

E vêm criticar os outros???

Pois...



A todo o gás...



12 setembro 2015

Como nos viam há 50 anos...

(A emigração portuguesa,vista por um Francês em 1969)


"São esquisitos, baixos e com bigodes e barbas. Chegam, na esmagadora maioria, homens. Elas, quando vêm, cobrem os cabelos com panos e não usam saia acima do joelho. Muitas são proibidas pelos maridos de cortarem o cabelo. Por vezes, eles ameaçam-nas com uma chapada ou um murro; elas, subservientes, baixam a cabeça e colam as mãos ao ventre. Trazem com eles uma paixão fervorosa pela religião. Usam colares com o símbolo das suas crenças e são capazes de dar mais do que têm para que o seu local de culto, na sua terra natal, tenha um relógio ou um telhado novo. Rezam, pelo menos, de manhã e à noite. Se puder ser, ao final da tarde, cumprem mais um ritual.

Chegam sem falar uma palavra da nossa língua. Parece que fogem de uma guerra qualquer lá no país deles, da fome e da miséria. Não têm, por isso, noção de amor à nação. Fogem em vez de defenderem o seu país e lutarem por uma vida melhor lá, na terra deles, vêm para aqui sujar o nosso país com a sua imundície. Atravessam países inteiros a pé ou à boleia para chegarem aqui. Pagam milhares para saírem do seu país e vêm ficar na miséria. Alguns têm muitos filhos, muito mais do que aquilo a que estamos habituados. Deixam-nos sozinhos ou com os irmãos mais velhos, que não vão à escola. Mas são muito trabalhadores.

Bem, na verdade, não roubam exactamente o nosso trabalho, porque aqui há leis que não nos permitem trabalhar 18 horas diárias, embora isso exista e dê jeito a alguns patrões. Mas de certeza que nos roubam qualquer coisa. São diferentes de nós e isso causa-nos má impressão.

Não são muito limpos, cospem para o chão e as suas maneiras em público deixam muito a desejar. Vivem em bairros de lata que mais parecem campos de refugiados. Não sei como conseguem. Se é para viverem na miséria, mais valia ficarem na terra deles."


Diário de um Parisiense,1969

"Ao contrário dos outros, eu não minto!!!"

O "Chamuças" tem batido nesta tecla, mas... 


11 setembro 2015

Aristides de Sousa Mendes

Ficou no pódio no megaconcurso da RTP sobre a escolha do "melhor português de sempre".

Foi cônsul Português em Bordéus no ano da invasão da França pela Alemanha Nazi na Segunda Guerra Mundial.

Desafiou ordens expressas de Salazar e durante cinco dias concedeu milhares vistos de entrada em Portugal a refugiados de várias nacionalidades que desejavam fugir da França em 1940.

Por muitos considerado um herói, Aristides de Sousa Mendes - chamado "o Schindler português", Sousa Mendes também teve a sua lista e salvou a vida de milhares de pessoas (das quais cerca de 10 mil judeus) do Holocausto. 

Se nessa altura houvesse Facebook, certamente muitos diriam que no meio dos judeus vinham nazis infiltrados, ou que os judeus eram belicistas e se recusavam a comer carne de porco ou a acreditar em Cristo.

Sobre os refugiados, aconselho muito a lerem AQUI

Do debate...

Vi os primeiros 15 minutos, mas depois a jogatana das 4ª falou mais alto.

Notei algum nervosismo de ambos no arranque e pelo que ouvi, Passos esteve pior, embora nenhum tenha sido esclarecedor (estratégia e alguma culpa do formato do debate).

Sócrates foi evocado, mas nem sempre bem, pelo que soube. Passos devia ter-se preparado melhor, pois Costa era o nº 2 do partido e sempre esteve ao corrente do que se passava, nunca se demarcando do seu líder.

Ou seja, é igualmente responsável!!!

P.S. - não sou apenas eu que o digo, esta entrevista (Abril/2015) de Teixeira dos Santos (ministro das finanças da época), é esclarecedora. Para quem quiser ser esclarecido, claro! Para o boçal "anónimo" (o das maiúsculas) que é incapaz de se identificar ou apresentar argumentos, é só azia :)


Pois é...





A comandita :)

O humilde "barracão" (com 3 pisos e piscina interior) está muito bem arranjadinho :)

Entretanto (como se pode ver na foto, a água do Luso agora vem com rolha de cortiça???

Não há mal nenhum em beber vinho (até porque acompanhar queijo e enchidos com água...), de resto, os copos estavam lá, mas terá sido coincidência só aparecerem as garrafas de água e de vinho nem uma???


Ninguém acha estranho que esta foto (tirada propositadamente como se nota pela pose e pela distribuição à mesa, fazendo lembrar "A última ceia" de Leonardo da Vinci) tenha chegado à comunicação social?

Garantidamente aconteceu propositadamente e os objectivos são (pelo menos 2): misturar justiça com política e fazer "prova de vida" junto dos socialistas.

Como curiosidade, o número de copos ser maior que o número de pessoas na foto. Além do eventual fotógrafo, havia mais...

P.S. - sabem o que me custa??? É que o tempo que ele aqui passa, conta como prisão efectiva, em caso de condenação (dele, do Ricardo Salgado, do Oliveira e Costa e contou igualmente do Vale e Azevedo e do Duarte Lima, por exemplo).

09 setembro 2015

Das sondagens...

Aximage: 
Passos/Portas 6 pontos à frente de Costa/Sócrates


Claro que apenas indica que a tendência é para terem votações semelhantes, nada mais do que isso, principalmente quando apenas entrevistam 600 pessoas.

Juntar Sócrates a Costa???

Claro!!! Não apenas por o "quase-engº" voltar a dizer isso mesmo, que está com ele e com o bom povo socialista, mas principalmente pela falta de honestidade do P.S.

Eu explico...

 Em 2011, findo um longo período de seis anos de governação socialista, quatro dos quais em maioria absoluta, o país faliu e o governo de José Sócrates chamou a troika

Quatro anos depois, o PS nunca admitiu qualquer responsabilidade por esse facto.

A culpa foi sempre do chumbo do PEC 4, da conjuntura internacional, das chuvas, das secas e nunca, mas nunca de uma gestão desastrosa, ruinosa e (como se irá provar), CRIMINOSA!

Fica a questão... não assumem por não terem verticalidade para isso, ou porque continuam a pensar que fizeram tudo bem e esperam continuar a obra???

Para os mais pequenos, no arranque das aulas...

Já com uns anitos, mas ainda na moda. 

Relembro que não tenho qualquer comissão nas vendas (para os mais curiosos, o trabalho foi pago à peça e não à percentagem), mas durante os próximos dias estão a um preço muito convidativo (basta clicar sobre as imagens que abre o link) e o sucesso tem sido considerável. O "Acordo ortográfico", por exemplo, já tem várias edições.


Das opiniões...

Como disse várias vezes, escrevo neste blogue por "desfastio". Nem mais, nem menos.

Raramente levo a sério aquilo que escrevo. Escrevo e esqueço-me do que escrevi no exacto momento em que o faço.

Por vezes, traduz apenas uma reflexão curtíssima, um "estado de alma" ou mesmo um raciocínio mais estouvado.

Não é para mim uma "bíblia" nem tenho o cuidado de manter um registo demasiado coerente - de resto, se mantivesse a mesma opinião sobre todos os assuntos ao fim de uma década, algo não estaria bem. Até porque dos 32 aos 42 é natural que a experiência, as vivências e os conhecimentos e informação adquiridos vão alterando a forma de ver e até de pensar.

Como não estou a pensar candidatar-me a qualquer cargo político, também não temo que tal pudesse ser utilizado para me reduzir eleitorado.

Portanto, há quem concorde umas vezes e discorde outras.

Depois há os “verdadeiros qualquer coisa” (podem ser sportinguistas, solidários, socialistas, comunistas, etc, etc, etc.) mas são-no muito a sério.

Esses só admitem a sua própria opinião.

Os outros estão impedidos de ter a sua.

Não são as ofensas ou os palavrões que me incomodam. Incomoda-me a intolerância.

Esta não cansa repetir

08 setembro 2015

Às tantas foi a forma que escolheu para se entregar


Mais valia lá dormir.

Visitar o ex-44, actual 33 três dias seguidos?

Grandes conversas...

P.S. - será que o "fixe-boxexas" teve um ataque de remorsos e resolveu entregar-se para cumprir pena às prestações? :)

Em semana de colocações no ensino superior...