A enclavar desde 2005

«São meus discípulos, se alguns tenho, os que estão contra mim, porque esses guardaram no fundo da alma a força que verdadeiramente me anima e que mais desejaria transmitir-lhes: a de se não conformarem.»
Professor Agostinho da Silva





31 dezembro 2014

Bom 2015

Balanço judicial


Assim termina 2015


Mário Soares à saída do Estabelecimento Prisional de Évora, frisando que o caso «tem a ver com os malandros que estão a combater um homem que foi um primeiro-ministro exemplar». 

Chama malandros a procuradores e juízes, diz que "Sócas" foi um P.M. exemplar...

O importante é a fundação com o nome Soares ir recebendo centenas de milhar de euros anualmente. Para fazer o quê???

30 dezembro 2014

Paulo de Carvalho (não precisou emigrar para o Brasil)

Com apenas 15 anos fundou o grupo Sheiks, do qual foi baterista.

Criou obras imortalizadas até por outros, como:

- Os meninos do Huambo

- Lisboa menina e moça

- Nini dos meus 15 anos

- Mãe negra

- Os putos

- Abracadabra

- E depois do adeus (senha 25 Abril)

- Gostava de vos ver aqui

- O homem das castanhas




Cantou e compôs muitas outras, mas esta dúzia de obras já lhe conferem um estatuto notável na música portuguesa.

Eheheh


(Recebido por e-mail)

Eheheh

 

(Recebido por e-mail)

Ainda em jeito de balanço...

Depois DESTE post do ano passado, agora o Mundo ficou mais pequeno.


- Macau
- Indonésia
- Arábia Saudita (3)
- Canadá
- Estados Unidos
- Brasil (2)
- Espanha
- Inglaterra (3)
- Angola
- Moçambique
- Suíça
- Eslováquia
- França (3)

E claro, muitos tugas que por cá permanecem :)

29 dezembro 2014

Só faltava mais este...


Balanço de 2014 (pelo menos de um episódio)

Reza a lenda que...

«Um mestre do Oriente viu que uma cobra estava a morrer queimada e decidiu tirá-la do fogo, mas quando o fez, a cobra picou-o. Pela reacção de dor, o mestre soltou-a e o animal caiu de novo no fogo e estava a queimar-se de novo. O mestre tentou tirá-la novamente e novamente a cobra o picou. Alguém que observava,  aproximou-se do mestre e disse-lhe:

— Desculpe-me, mas você é teimoso! Não entende que todas as vezes que tentar tirá-la do fogo ela irá picá-lo?

O mestre respondeu:
A natureza da cobra é picar, e isto não vai mudar a minha, que é ajudar.

Então, com a ajuda de um pedaço de ferro o mestre tirou a cobra do fogo e salvou-lhe a vida.»

Não mudem a vossa natureza se alguém vos faz algum mal, não percam a vossa essência; apenas tomem precauções.

Alguns perseguem a felicidade, outros criam-na e vocês são capazes disso!

Preocupem-se mais com a vossa consciência do que com a vossa reputação. Porque a vossa consciência é o que vocês são e a vossa reputação é o que os outros pensam que vocês são.

E como bem sabemos, o que os outros pensam, não é problema nosso... é problema deles!!!

28 dezembro 2014

Versões muito diferentes, todas bonitas



Teria razão???


Se há uma criança ocidental que é assassinada... é o fim do mundo (e bem!!!).

Mas quando dezenas, centenas ou mesmo milhares de crianças são violadas, torturadas, raptadas, mortas ou a quem são retirados órgãos ainda em vida, parece que "no pasa nada".



25 dezembro 2014

Dia de Natal (António Gedeão)

Hoje é dia de ser bom.

É dia de passar a mão pelo rosto das crianças,

de falar e de ouvir com mavioso tom,

de abraçar toda a gente e de oferecer lembranças.



É dia de pensar nos outros— coitadinhos— nos que padecem,

de lhes darmos coragem para poderem continuar a aceitar a sua miséria,

de perdoar aos nossos inimigos, mesmo aos que não merecem,

de meditar sobre a nossa existência, tão efémera e tão séria.



Comove tanta fraternidade universal.

É só abrir o rádio e logo um coro de anjos,

como se de anjos fosse,

numa toada doce,

de violas e banjos,

Entoa gravemente um hino ao Criador.

E mal se extinguem os clamores plangentes,

a voz do locutor

anuncia o melhor dos detergentes.



De novo a melopeia inunda a Terra e o Céu

e as vozes crescem num fervor patético.

(Vossa Excelência verificou a hora exacta em que o Menino Jesus nasceu?

Não seja estúpido! Compre imediatamente um relógio de pulso antimagnético.)



Torna-se difícil caminhar nas preciosas ruas.

Toda a gente se acotovela, se multiplica em gestos, esfuziante.

Todos participam nas alegrias dos outros como se fossem suas

e fazem adeuses enluvados aos bons amigos que passam mais distante.



Nas lojas, na luxúria das montras e dos escaparates,

com subtis requintes de bom gosto e de engenhosa dinâmica,

cintilam, sob o intenso fluxo de milhares de quilovates,

as belas coisas inúteis de plástico, de metal, de vidro e de cerâmica.



Os olhos acorrem, num alvoroço liquefeito,

ao chamamento voluptuoso dos brilhos e das cores.

É como se tudo aquilo nos dissesse directamente respeito,

como se o Céu olhasse para nós e nos cobrisse de bênçãos e favores.



A Oratória de Bach embruxa a atmosfera do arruamento.

Adivinha-se uma roupagem diáfana a desembrulhar-se no ar.

E a gente, mesmo sem querer, entra no estabelecimento

e compra— louvado seja o Senhor!— o que nunca tinha pensado comprado.



Mas a maior felicidade é a da gente pequena.

Naquela véspera santa

a sua comoção é tanta, tanta, tanta,

que nem dorme serena.



Cada menino

abre um olhinho

na noite incerta

para ver se a aurora

já está desperta.

De manhãzinha,

salta da cama,

corre à cozinha

mesmo em pijama.



Ah!!!!!!!!!!



Na branda macieza

da matutina luz

aguarda-o a surpresa

do Menino Jesus.



Jesus

o doce Jesus,

o mesmo que nasceu na manjedoura,

veio pôr no sapatinho

do Pedrinho

uma metralhadora.



Que alegria

reinou naquela casa em todo o santo dia!

O Pedrinho, estrategicamente escondido atrás das portas,

fuzilava tudo com devastadoras rajadas

e obrigava as criadas

a caírem no chão como se fossem mortas:

Tá-tá-tá-tá-tá-tá-tá-tá-tá-tá-tá-tá-tá.



Já está!

E fazia-as erguer para de novo matá-las.

E até mesmo a mamã e o sisudo papá

fingiam

que caíam

crivados de balas.



Dia de Confraternização Universal,

Dia de Amor, de Paz, de Felicidade,

de Sonhos e Venturas.

É dia de Natal.

Paz na Terra aos Homens de Boa Vontade.

Glória a Deus nas Alturas.

24 dezembro 2014

Já fico mais descansado...


Mas saber que apenas poderá recordar os seus passeios pelas zonas chiques de Paris, com os seus Armanis vestidos, ainda me deixa mais descansado.

As luzes são bonitas em Paris nesta altura do ano, mas...

Isto é o Natal

Casal adota 29 crianças com necessidades especiais

Para todos (mesmo!)



21 dezembro 2014

Natal é tempo de nostalgia


Para quem está longe e tem saudades dos tempos que por cá viveu:
Arábia
Brasil
Canadá
Espanha
França
Holanda
Indonésia
Inglaterra
Macau
Moçambique

P.S: - quase me esquecia... Évora (também por cá viveu enquanto estudante)

Mais um melro...


Dedicada ao "anónimo" que se insurgiu

Quando na semana passada aqui falei do dinheiro que se gastou desalmadamente na reabilitação de algumas escolas, um "anónimo" resolveu criticar-me a mim e a este governo, preferindo enfiar a cabeça na areia e fingir que tal não aconteceu.

Acontece que nem de propósito, a capa de um jornal relaciona Sócrates, o seu amigo milionário (que também está «à sombra») e, imaginem... a Parque Escolar.

Querem ver além de gastarem dinheiro à toa, ainda o fizeram para proveito próprio???

Querem ver que o "anónimo" sabia disto e por isso não gostou que se colocasse o "dedo na ferida"???

Que se prendam os corruptos, TODOS! Doa a quem doer!!!


20 dezembro 2014

Menezes, Sócrates, Marques Mendes, Macedo...

Sabemos há muito que muitos dos nossos governantes são vigaristas (grande parte só lá chega porque o é!)

Mas nunca tantos foram investigados como com esta equipa do Ministério Público.

Ainda acredito que o Portas dos submarinos, o Cavaco do BPN, o Passos da Tecnoforma, o Soares de Camarate (dos diamantes de Angola, do ouro, da descolonização e muitas outras, como a fundação com o nome do pai) e tantos outros, possam vir a ser "entalados".

Podemos estar a assistir ao princípio do fim de um regime em que uma dúzia de artistas minavam e dominavam este país, fazendo dos compadrios a desgraça do povo.







Quem quiser aproveitar, pode imprimir e apresentar na bilheteira


18 dezembro 2014

Sempre actual

Arquivado devia ser o Vice-PM


150? Quem dá mais??? Desta vez mulheres (algumas grávidas)


Onde? Onde???

O conceito é muito giro, a decoração está ao pormenor, os preços são simpáticos e a comida (dentro do género), não é má - até consegue ter "hamburgueres" de bacalhau, alheira ou barriga de porco desfiada...

Mas lá dentro, respira-se uma atmosfera diferente!

Nem a música foi deixada ao acaso.










17 dezembro 2014

Esta tem a minha idade

A "romaria" de corruptos a Évora continua


Atentado de Talibãs mata cerca de 150 crianças

Quando um grupo terrorista entra numa escola e dispara indiscriminadamente, matando centena e meia de alunos e professores sem dó nem piedade, deixando largas dezenas gravemente feridos, tem que ser tema de abertura nos noticiários em todo o mundo.

Se vivemos numa sociedade global, toda a humanidade deve ficar horrorizada e repudiar o que se passou.

Mas na "velha Europa", as marchas são mais pelos "animais de companhia", "casamentos gay" e outras importantíssimas questões como a adopção por pessoas do mesmo sexo ou a liberalização do aborto.

Será que depois da humanidade ver a ETA, o IRA, as FARC, o Sendero Luminoso e outros movimentos terroristas perderem força, agora temos o Estado Islâmico, os Talibãs, a AlQaeda, o Hamas, o Hezbollah, as Brigadas dos Mártires de Al-Aqsa, o Boko Haram, a Fatah al Islam, a Irmandade Muçulmana e mais alguns radicais que têm em comum uma pertença fé islâmica que manda raptar, violar, decapitar, apedrejar, assassinar crianças, mulheres, jornalistas e todos quantos não sejam igualmente radicais???

Mas voltando à questão deste acontecimento não ser tema de abertura dos noticiários...

Não o é porque é longe? Nada disso!

Os E.U.A. também são longe e qualquer flatulência que por lá ocorra, deixa logo no ar da Europa uma notória fragância.

A Austrália é do "outro lado do mundo" e ainda esta semana abriu telejornais...

A vida para os ocidentais tem um valor diferente???

Provavelmente... sim!

Mas se tem um valor tão especial, não estará na hora de a comunidade internacional, com as Nações Unidas à cabeça, mas igualmente com a sociedade civil (cidadãos anónimos, prémios Nobel, ONGs, etc.) exigirem dos líderes políticos e religiosos dos países onde estes energúmenos praticam tais barbáries posições mais firmes???

Bem sei que os governos do Iraque, Afeganistão, Síria e outros estão muito fragilizados, mas países como a Arábia Saudita ou a Nigéria não deviam dar o exemplo e tudo fazer para banir esta rapaziada?

Os ayatollah, mullah e outros líderes religiosos que professam o Islão não deveriam fazer uma espécie de Concílio onde mostrassem algum poder e alertassem para o que realmente é o Islão???

Acredito que se os principais líderes islâmicos se unissem, conseguiriam transmitir os ensinamentos de paz a muitos dos que hoje empunham armas.

A não ser que os próprios líderes...

16 dezembro 2014

Não são todos iguais...

Durante anos escrevi aqui que os governos de "Sócas" gastou dinheiro à toa, favorecendo amigos (como agora se começa a provar) em candeeiros Siza Vieira e mármore de primeira categoria, na renovação de algumas escolas.

Foram gastos rios de dinheiro em escolas que fecharam 2 ou 3 meses depois. Cheguei a denunciar, pois tive conhecimento real de alguns casos - onde fibra óptica que custava milhares de euros era colocada em Maio e a escola do 1º ciclo iria encerrar, tal como aconteceu, em Junho.

Quando denunciava isso, era porque ele (o "Sócas") tinha obrigado os professores a trabalhar e que os mandou avaliar, por isso estávamos tão "aziados" com ele.

Agora começam a perceber que não era isso que acontecia, antes contratos megalómanos, intervenções completamente desnecessárias e obras caríssimas, onde metade do dinheiro gasto seria mais do que suficiente.

Não é bom ter razão fora de tempo, mas é melhor do que nada.


P.S. - o actual governo não faz tudo bem, antes assim fosse, mas casos gritantes como as largas centenas de milhões de euros da parque escolar... podiam ser evitados.

15 dezembro 2014

"Tenho horror a pobre!" Ass: Caco Antíbes

Já pensei várias vezes neste tema e talvez até já aqui tenha escrito sobre ele, mas depois de ler o que o agora meu amigo Luís Quintãs AQUI escreveu, não pude deixar de corroborar.

Há 3 ou 4 décadas atrás, era recorrente ver pessoas a pedir às portas. Nem sempre eram de etnia cigana e raramente eram da nossa freguesia.

Aceitavam batatas, couves, roupa, ovos ou até alguma galinha que uma abastada e altruísta senhora lhe dava, normalmente por pena do "rancho" de filhos, sujos, maltrapilhos e ranhosos que acompanhavam a "matriarca".

Este cenário não aconteceu há 200 anos, pois tenho ainda presente na memória essas figuras que me deixavam com lágrimas nos olhos.

Nos últimos anos, felizmente, esse cenário desapareceu. No entanto, o apoio social que aumentou exponencialmente no pós-25 de Abril, não chega a todo o lado e agora temos "novos pobres".

Vão buscar alimentos a instituições, mas, preferencialmente, a horas em que não sejam muito expostos.

Uma das +principais diferenças é que não pedem, exigem!!!

Exigem apoios sociais das instituições estatais, das misericórdias, Cáritas e outras entidades de solidariedade social.

Claro que há excepções, mas aceitar a condição de necessitado é coisa rara. Mesmo para quem precisa de quase tudo.

Lá andamos nós - os que gostamos de ajudar quem necessita - com mais uma preocupação: angariar bens, mas sem "publicitar", pois a vergonha de aceitar ajuda às vezes é "mais que muita".

Enfim, se quisermos polarizar a questão entre "esquerda" e "direita", direi que estou no meio, pois por um lado entendo que a condição não pode ser inibidora e quem precisa deve assumir, para ser ajudada sem preconceitos, mas por outro, já basta tudo o que vivem e sentem, quanto mais ainda terem que ter o estigma de serem vistos como pobres.

O ideal seria não haver necessitados, mas já que tal não é possível no curto/médio prazo, pelo menos que tal seja encarado com necessidade e com uma noção de rotatividade clara. Ou seja, quem ajuda, amanhã pode precisar e quem hoje é beneficiado, amanhã pode (e deve) ajudar.

Sem demagogia, constrangimento, vergonha ou repugnância.

Penso eu de que...

Está aí o Natal...


Grande máquina!!!


A foto está o máximo, o enquadramento bestial e ter um Ribeirense nos "confins" a brilhar... é motivo de orgulho!

Aquele abraço Alvarinho!!!

P.S. - não é um Ribeirense qualquer, é daqueles que tem orgulho na nossa Terra e nas nossas Gentes. 

14 dezembro 2014

Este abusa muito :)


Após 15 jornadas (onde até deu para estar lesionado e tudo), já leva 25 golos.


Ora nem mais!!!


13 dezembro 2014