A enclavar desde 2005

«São meus discípulos, se alguns tenho, os que estão contra mim, porque esses guardaram no fundo da alma a força que verdadeiramente me anima e que mais desejaria transmitir-lhes: a de se não conformarem.»
Professor Agostinho da Silva





28 dezembro 2015

Ainda não fechará as portas em 2015. 

Começou em 2005 e com as alterações que introduzi (apenas comentários "autenticados") consegui reduzir substancialmente o número de "intrusos mal-educados".

Na semana passada, as visitas vieram daqui:

O nosso Panteão nacional em Coimbra


26 dezembro 2015

2015 em imagens

A crise dos refugiados e a falta de sensibilidade de alguns "tugas", levaram-me a uma "menção honrosa" por esta foto/frase

Num local inóspito (sem rede de qualquer operador móvel, luta pela sobrevivência :)

Selecionar músicas, rábulas , brincadeiras e outros "mimos" para um grupo de idosos, dá muito prazer.

Nova área de trabalho/intervenção

 A amizade acaba por dar frutos...

Nem mais!


24 dezembro 2015

É pouco, bem sei!!!

Mas pelo menos que nesta época mais calma (de trabalho), tenha tempo para dizer às pessoas importantes que elas realmente o são. 

Votos de Boas Festas!

Para todos...


21 dezembro 2015

Pela sede dos Camponeses do Mondego


Esta malta não facilita e na semana no Natal... está a postos!!!

Parabéns!!!

Terminou o dia mais curto, começou a noite mais longa

Este ano o Solstício de Inverno ocorre no dia 22 de Dezembro às 04h 48m. Este instante marca o início do Inverno no Hemisfério Norte, estação mais fria do ano. Neste dia, o sol no plano da eclíptica passará pela declinação mínima (latitude ao equador) de -23° 26′  10″, atingindo o máximo de fluxo de energia solar (J/m2) no hemisfério sul do planeta.

Produz também um dos dias mais curtos do ano no hemisfério norte: apenas 9h e 27m 31,1s. O dia 21 é igualmente curto até à casa dos segundos.

Esta estação prolonga-se por 88,99 dias até ao próximo Equinócio que ocorre no dia 20 de Março de 2016 às 04h 30m.

Este deveria ser o título...



Escrito há 2 anos por António Lobo Antunes

Ali, na sala de quimioterapia, jamais escutei um gemido, jamais vi uma lágrima. Somente feições sérias, de uma seriedade que não topei em mais parte alguma, rostos com o mundo inteiro em cada prega, traços esculpidos a fogo na pele

Caso queiram continuar a ler a crónica do melhor cronista português, aconselho ligarem o som e porem a música a correr, concentrando-se então na leitura, enquanto a canção acompanha.


O lugar onde, até hoje, senti mais orgulho em ser pessoa foi o Serviço de Oncologia do Hospital de Santa Maria, onde a elegância dos doentes os transforma em reis. Numa das últimas vezes que lá fui encontrei um homem que conheço há muitos anos. Estava tão magro que demorei a perceber quem era. Disse-me

- Abrace-me porque é o último abraço que me dá

durante o abraço

- Tenho muita pena de não acabar a tese de doutoramento

e, ao afastarmo-nos, sorriu. Nunca vi um sorriso com tanta dor entre parêntesis, nunca imaginei que fosse tão bonito.

Com o meu corpo contra o dele veio-me à cabeça, instantâneo, o fragmento de um poema do meu amigo Alexandre O'Neill, que diz que apenas entre os homens, e por eles, vale a pena viver. E descobri-me cheio de respeito e amor. Um rapaz, de cerca de vinte anos, que fazia quimioterapia ao pé de mim, numa determinação tranquila:

- Estou aqui para lutar

e, por estranho que pareça, havia alegria em cada gesto seu. Achei nele o medo também, mais do que o medo, o terror e, ao mesmo tempo que o terror, a coragem e a esperança.

A extraordinária delicadeza e atenção dos médicos, dos enfermeiros, comoveu-me. Tropecei no desespero, no malestar físico, na presença da morte, na surpresa da dor, na horrível solidão da proximidade do fim, que se me afigura de uma injustiça intolerável. Não fomos feitos para isto, fomos feitos para a vida. O cabelo cresce-me de novo, acho-me, fisicamente, como antes, estou a acabar o livro e o meu pensamento desvia-se constantemente para a voz de um homem no meu ouvido

- Acabar a tese de doutoramento, acabar a tese de doutoramento, acabar a tese de doutoramento

porque não aceito a aceitação, porque não aceito a crueldade, porque não aceito que destruam companheiros. A rapariga com a peruca no braço da cadeira. O senhor que não olhava para ninguém, olhava para o vazio. Ali, na sala de quimioterapia, jamais escutei um gemido, jamais vi uma lágrima. Somente feições sérias, de uma seriedade que não topei em mais parte alguma, rostos com o mundo inteiro em cada prega, traços esculpidos a fogo na pele. Vi morrer gente quando era médico, vi morrer gente na guerra, e continuo sem compreender. Isso eu sei que não compreenderei. Que me espanta. Que me faz zangar. Abrace-me porque é o último abraço que me dá: é uma frase que se entenda, esta? Morreu há muito pouco tempo. Foda-se. Perdoem esta palavra mas é a única que me sai. Foda-se. Quando eu era pequeno ninguém morria. Porque carga de água se morre agora, pelo simples facto de eu ter crescido? Morra um homem fique fama, declaravam os contrabandistas da raia. Se tivermos sorte alguém se lembrará de nós com saudade. De mim ficarão os livros. E depois? Tolstoi, no seu diário: sou o melhor; e depois? E depois nada porque a fama é nada.

O que é muito mais do que nada são estas criaturas feridas, a recordação profundamente lancinante de uma peruca de mulher num braço de cadeira. Se eu estivesse ali sozinho, sem ninguém a ver-me, acariciava uma daquelas madeixas horas sem fim. No termo das sessões de quimioterapia as pessoas vão-se embora. Ao desaparecerem na porta penso: o que farão agora? E apetece-me ir com eles, impedir que lhes façam mal:

- Abrace-me porque talvez não seja o último abraço que me dá.

Ao M. foi. E pode afigurar-se estranho mas ainda o trago na pele. Durante quanto tempo vou ficar com ele tatuado? O lugar onde, até hoje, senti mais orgulho em ser pessoa foi o Serviço de Oncologia do Hospital de Santa Maria onde a dignidade dos escravos da doença os transforma em gigantes, onde só existem, nas palavras do Luís, Heróis.

Onde só existem Heróis. Não estou doente agora. Não sei se voltarei a estar. Se voltar a estar, embora não chegue aos calcanhares de herói algum, espero comportar-me como um homem. Oxalá o consiga. Como escreveu Torga o destino destina mas o resto é comigo. E é. Muito boa tarde a todos e as melhoras: é assim que se despedem no Serviço de Oncologia. Muito boa tarde a todos e até já, mesmo que seja o último abraço que damos.

18 dezembro 2015

Humildade e qualidade

Uma mensagem por facebook, número de telemóvel enviado, uma conversa rápida e... tudo tratado!

Foi com esta simplicidade que o Dani Ferraz (filho do Toninho e da Isilda) se comprometeu a falar com o seu amigo (e igualmente participante no programa "Ídolos"), para abrilhantarem a festa de Natal da Escola E.B. 2/3 de Taveiro.

Nem uma exigência!!! Se houvesse uma bifana e um fino, melhor. Se desse para lá estar um microfone e uma coluna, era bom. Mas se não houvesse nada disso, eles iriam e dariam o seu melhor da mesma forma.

O caldo verde, as bifanas, o arroz doce e as farturas não falharam. O som e luz, também não!

Já eles... 

Estiveram presentes, com uma entrega incrível, uma simpatia contagiante e um "saber estar" só ao alcance dos melhores.

Quando tive oportunidade de lhes agradecer publicamente, tentei resumir "a simplicidade e a qualidade aliaram-se tão bem, quanto as vozes e as guitarras dos rapazolas".

Obrigado e força, pois com as vossas características humanas e musicais, o sucesso está garantido!!!




Para quem não os ouviu, ouviram-se versões de Rui Veloso, Xutos, Gift, Mariza, Pink Floyd, etc...

Ficam os perfis do Facebook (por enquanto a única forma de saber por onde vão tocando e novidades sobre discos e outros projectos). 

https://www.facebook.com/dani.ferraz.568?fref=ts

https://www.facebook.com/luis.travassos.1?fref=ts

Jantar das boinas



17 dezembro 2015

Pinócrates mente como respira (sai-lhe naturalmente)

Em 2013, Sócrates jurava que foi estudar para Paris com um empréstimo da Caixa Geral de Depósitos. Hoje, o mentiroso garante, com a mesma convicção: o "dinheiro que me permitiu viver em Paris foi dado pela minha mãe". Que haja alguém sequer a defender o sujeito em público é algo que me ultrapassa.  

Mas engraçado é ele dizer na TVI que não sabe quanto deve ao "melhor amigo fora da política", só depois de falar com ele é que saberá :)

Todos conhecemos pessoas que emprestam e que pedem emprestado, mas quando se pensa pagar, regista-se o valor que se pede, para não falhar com o compromisso.

Mas isso é para pessoas honestas...

Já ele, mesmo andando há mais de um ano a ser apertado por causa do dinheiro, dos envelopes, dos telefonemas, dos livros comprados, das contas da suíça, das vendas de apartamentos, etc... ainda não pensou fazer o registo de quanto deve ao seu "melhor amigo fora da política".

Há pessoas assim... e há papalvos que os defendem!!!

O nosso "Rossio" está todo catita :)


Grande jogatana!!!

As duas equipas estão de parabéns!!!

Pena a 3ª equipa (arbitragem) não ter estado ao nível das outras duas...


15 dezembro 2015

Dos exames...

A "esquerdalha" anda eufórica com a abolição dos exames nacionais!!!

Coitadinhos dos meninos que sofriam muito stress...

Várias gerações de portugueses fizeram exames da 4ª classe, do 9º ano, do 12º etc... mas esses tinham carácter decisivo, não como estes que apenas contam 25 ou 30% para a nota final.

Acontece que a "geringonça" não dá ponto sem nó e quando decidiu abolir os exames nacionais, resolveu implementar as provas de aferição - Com o fim dos exames no final do primeiro ciclo, regressam as provas destinadas a avaliar o sistema e que não contam para a nota.

Ou seja, os professores terão o mesmo trabalho a corrigir as provas e a preparar os meninos, mas como apenas serve para avaliar o sistema (entenda-se a escola e os professores), vão-se estar a marimbar para o estudo - tal como a maior parte dos pais, pois o importante era os meninos terem boas notas no exame e principalmente... não terem stress :)

Em escolas mais urbanas, acredito que a generalidade dos pais se preocupe e incentive os meninos a estudarem, mas noutras áreas geográficas, está bem de ver que "se não conta para nota, então que se lixe!".

Obrigado "esquerdalha"! São uns queridos!!!

José Alberto Carvalho fez frete?

José Alberto Carvalho: "como é que viu na televisão as imagens da sua detenção?"

José Sócrates: "só as vi na prisão de Évora."

E onde estão essas imagens, que nunca ninguém as viu?

Alguém tem as imagens do "ex-44" a ser detido???


Vê-se de fugida ele dentro de um carro, mas isso é a detenção???

Outra pérola do "quase engº" foi esta:

‘Fui preso e foi uma decisão unilateral da justiça’, José Sócrates ontem na TVI

Normalmente implica o acordo de ambas as partes???

Não sei o que é mais espantoso. Ou a falta de vergonha do próprio ou que  continuem a existir fãs deste sociopata.

Pelo que me apercebi, a entrevista foi um frete que um jornalista preparado não podia ter feito tão mal.

Mas foi o que se pôde arranjar e o recado está dado: "a Procuradora Geral da República vai ser a próxima". Não se esqueçam que quem se mete com o PS apanha!!!

Importam-se de parar o planeta???


A ser verdade, há várias fontes que o asseguram, voltámos aos horrores do nazismo???

E era este o melhor árbitro???

Quando o mesmo jogador dá mão dentro da área e depois quase arranca a perna ao adversário, sem tocar na bola, espera-se que o árbitro assinale duas grandes penalidades e o expulse.

Mas isso só aconteceria se não estivesse em causa a perda de pontos para o "Futebol Corrupto do Porto"...

Assim, lá continuam a 2 pontos do líder, os adeptos apaziguam as críticas ao treinador e evita-se uma crise.

Parece fácil, não???


A malta das tradições não pára :)


Parece que teremos um presépio na sede do grupo que valerá a pena visitar.

Aguardemos mais uns dias...

14 dezembro 2015

Nova pirâmide de necessidades :)


A grande diferença...

Informação há aos montes e o facebook é uma prova disso mesmo.

Mas...

Transformar informação em conhecimento, é mais difícil!

O excesso de informação pode baralhar, confundir e até dar a sensação de "sabe tudo". É importante relacionar, perceber a origem e entender os porquês.

Pontas soltas, saberes avulso... são um princípio, mas importa dar o passo seguinte e esse dá mais trabalho pois não basta abrir o facebook :)

Com jeitinho... a coisa vai lá :)




11 dezembro 2015

Do défice...

Já todos sabemos que as previsões nunca acertam e desta vez, os 2,7% que o governo PSD/CDS se propôs atingir não será alcançado.

Mas... 

Já todos percebemos que o erro será apenas de 2 ou 3 décimas, pois não irá ultrapassar os 3% (suficiente para Portugal deixar de estar vinculado a procedimentos de défice excessivo).

Ou seja, apesar da austeridade, alguns resultados (crescimento económico, desemprego e juros mais baixos, aumento de exportações e défice, por exemplo) apareceram e o mérito é de quem não se deixou levar pelos arautos da desgraça "espiral recessiva" e outras balelas que mostravam que o ajustamento não era necessário, antes continuar tudo como o "eng Sócas" queria.

Agora que as contas estão mais equilibradas (não estão ainda perfeitas, nem era possível em 4 anos) e que a retoma começa a mostrar resultados concretos nas famílias, vamos ver quanto tempo dura o "regabofe".


Eheheh



Pois...

Enquanto for permitido ter aves presas em gaiolas, não sou contra as touradas!!!


09 dezembro 2015

Sempre...


O PCP como ele é

Os comunistas portugueses voltaram a mostrar a sua verdadeira face, ao publicarem um vergonhoso comunicado de "solidariedade" com o regime chavista de Nícolas Maduro, responsável pela situação dramática que se vive na Venezuela.

O PCP continua aquilo que sempre foi: um partido comunista, com tiques estalinistas e profundamente antidemocrático. 

O P.M. de Portugal, está, por opção própria, completamente dependente do PCP.

Obrigadinho "Chamuças" :)

07 dezembro 2015

Passos já tem 2 terços para alterar a Constituição :)


(Recebido por e-mail)

Ter alguém a quem amar

Ser-se amado, é sobejamente aceite como uma coisa boa. Mas ter alguém a quem amar, por estranho que pareça, pode ser uma necessidade.

Refiro-me ao "amor Ágape" - fraternal e espiritual entre camaradas, irmãos, entre a família. Um amor afetivo isento de conotações sexuais, isento de segundas intenções, isento de malícia e de interesses pessoais. 

Sendo Ágape o amor de afeição, é também amor de satisfação, pois uma fraternidade, quer seja entre irmãos de sangue ou não, quer seja entre um núcleo familiar, etc., satisfaz porque é compartilhado e tem resposta entre todos aqueles que se reúnem para formar uma fraternidade de homens, mulheres e crianças. 

Amor ao próximo??? (Isso é outra conversa...) :)

Sem o desejo ardente que caracteriza o "amor Eros", mas mais intenso que a amizade e fraternidade que sentimos por amigos - "amor Philos", é importante que haja alguém para amar agapamente (incondicional, baseado em comportamentos e pela escolha, sem esperar nada em troca).

Em 1976, Freddie Mercury escreveu e compôs "Somebody to love", que ajuda a perceber uma necessidade, por vezes esquecida, de quem tendo vivido em acolhimento institucional desde os primeiros meses de vida, tem na sua orfandade ainda mais motivos para ter a quem amar.


Uma necessidade premente de gostar de alguém, timidamente verbalizada, um sentimento paternalista presente, afecto... Ter amor para dar, precisar de alguém para cuidar (já que poucos cuidam de si)...

Tudo isso ajuda-me a perdoar os "trambolhões" que insiste em dar e que com eles me arrasta. 

Claro que, apesar de actualmente já estar perto do quarto de século, vê-lo sempre como quando o conheci, também ajuda...

Força miúdo, aproveita a fase boa que já dura há mais de um mês!!!

04 dezembro 2015

Bom fim de semana!!!

Da superioridade ética/moral de uma certa esquerdalha...

Ontem, o "boxexas" laico, republicano, "chulo" e que se diz pai de uma democracia que lhe permite apelar ao voto no filho em pleno dia de eleições, brindou-nos com mais uma das suas pérolas:


Depois de ter recusado pagar uma multa por viajar a 200 Km/h, afirmando mesmo "quem a vai pagar é o Estado!", enquanto ex-presidente da república.


No fundo, vem na rota do que já fazia enquanto P.R.  e mandava desaparecer os "Srs guardas" :)


Para o panteão, já???

02 dezembro 2015

Para quem gosta :)

Não acham que estão a exagerar???

Não tenho qualquer pretensão moralista no que toca a religiosidade, crença ou fé. 

Posto isto, não será abuso falar do Natal (que até se continuou a escrever com letra maiúscula), banalizando uma data que divide em duas eras distintas (o a.C. e o d.C), ou seja, define os anos na maior parte dos calendários do Mundo, para os animais?


Imaginem, por um momento, que o conteúdo do cartaz era o seguinte: “Ramadão dos Animais” e o local não era um bairro da grande Lisboa mas sim a chamada banlieue de Paris. Muito provavelmente o cartaz já não existiria e o prédio estaria reduzido a um monte de escombros.

01 dezembro 2015

Parece que...

... Tonel está a ser acusado de ter dado mão, para que o árbitro marcasse grande penalidade e o Sporting ganhasse.

Reconheço que não havia grande necessidade de dar mão, mas "infantilidades" destas acontecem muitas vezes e numa altura em que estavam sobre pressão (o jogo tinha entrado nos descontos, havia que dar tudo por tudo para aguentar), pode muito bem ter-se precipitado, desequilibrado...

Acho mesmo que quem tem intenção de beneficiar a equipa adversária, não espera pelos descontos, pois é arriscar demais (se o árbitro não marcasse aquele lance, haveria outra hipótese? E nesse caso, agarrava a bola com as duas mãos para não correr o risco de falhar as intenções? Ou optaria por 15 minutos antes de terminar o jogo, deixar-se "adormecer" para colocar um adversário em jogo, falhar um corte ou agarrar um avançado?

Mas, até pode ter feito de propósito, o que seria errado!!!

Agora, vejamos o que o "pantera preta" disse sobre um caso semelhante...

https://www.youtube.com/watch?v=BqNsM9t-0zU

Para evitar situações destas, o SLB proibia os jogadores emprestados (curiosamente os melhores marcadores do Belenenses na época passada) de jogarem contra os "bormelhos".

Restauração da Independência

1 - Pode-se comemorar sem ser feriado

2 - Alguém ainda comemorava esta data, mesmo sendo feriado?

3 - Talvez 1/5 dos portugueses saibam a importância desta data

4 - Um feriadito, dá sempre jeito, nem que seja para comemorar ser um dia normal :)

27 novembro 2015

Só a ponta do "governo iceberg"


Ontem foi apresentado apenas o vértice superior: na verdade, tão ou mais importantes do que os ministros e secretários de estado que tomaram posse são os que ficam debaixo de água, do Bloco e do PC, e que mandarão mais do que muitos dos outros.

Resta saber quem encalhará primeiro...

Espírito Natalício :)


26 novembro 2015

E tudo está consumado...



Não concordo, mas desejo toda a sorte do mundo. Afinal da sorte deles (quero acreditar) depende a dos portugueses.

Enquanto uns...

... jogam com Angrenses e Feirenses...

Outros jogam com Benfica, Braga...

É assim!

Escolhidos a dedo...

Amigos e advogado de Sócrates no Governo


O advogado de Sócrates na providência cautelar, Miguel Prata Roque, vai assumir o lugar de secretário de Estado da Presidência. Esta terça-feira, saiu diretamente do tribunal, onde esteve a representar Sócrates na oposição do CM à providência cautelar, para o Largo do Rato, onde se reuniu com António Costa. 

Azeredo Lopes, que foi presidente da Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC), é outro nome muito próximo de Sócrates. Enquanto foi regulador, o novo ministro da Defesa nunca escondeu posições próximas de Sócrates, quer no caso Freeport, quer em relação a outras notícias sobre o ex-primeiro-ministro. A própria ERC deliberou a favor do ex-governante em queixas deste contra jornais. 

Outra secretária de Estado com posições muito próximas às de Sócrates é Mariana Vieira da Silva, que vai para a Presidência do Conselho de Ministros. Esta nova governante tem sido uma presença constante nas redes sociais na defesa de Sócrates.

25 novembro 2015

Competência familiar no seu melhor

Depois da Armando Vara e a filha Bárbara Vara, do "quase eng Sócas" , mãe, tio e primo, agora temos mais uma prova do apoio socialista às famílias portuguesas:


Se quisermos ter imaginação, ainda temos o João Soares a transferir verbas para a Fundação do avô, através do pai "boxexas" :)

É um fartar, vilanagem...

Do governo... O PS entra, os outros ficam de fora :)


É já este fim-de-semana