A enclavar desde 2005

«São meus discípulos, se alguns tenho, os que estão contra mim, porque esses guardaram no fundo da alma a força que verdadeiramente me anima e que mais desejaria transmitir-lhes: a de se não conformarem.»
Professor Agostinho da Silva





31 janeiro 2013

29 janeiro 2013

Vale tudo???

Depois da "nódoa" do Arménio Carlos (os comunas não arranjam ninguém menos boçal?) ter chamado rei mago escurinho ao etíope, representante do FM, agora o Relvas dá uma calinada destas em plena RTP...


O problema é que com uma mediocridade tão grande nas figuras públicas que conduzem os destinos deste país, fico sem força para exigir aos meus alunos atitudes e cuidado na linguagem.

Gosto de ver o mar assim e praias desertas



Em modo...

... serviços mínimos!

28 janeiro 2013

Das angústias...

Infelizmente a vida é fértil em situações capazes de nos tirar o sono. São de tal maneira comuns que nem vale a pena enumerá-las.

No entanto, desde há uns tempos a esta parte, estou a desenvolver a extraordinária capacidade de estar "podre de sono", assim como que a ouvir a SIC Notícias e sem distinguir se falam português ou inglês e conseguir mesmo no último momento, precisamente quando estou para "ferrar", ter um pensamento que me deixa alerta por mais uns minutos valentes.

É uma sensação muito boa, acreditem! Até me dou ao trabalho de exorcizar o pensamento, com um sorriso nos lábios, como que a gozar comigo mesmo, tal a raiva que sinto de não controlar o meu próprio pensamento.

Costumo dizer que há um outro "eu" dentro de cada um de nós. Um "eu" que pensa por mim, pois não somos nós que escolhemos aquilo que nos vem à cabeça (mas isto já é psico-filosofar e não estou ainda para dormir).

Continuando com os pensamentos que me alertam quando estou a adormecer...

Quando não tenho mais nenhum problema daqueles que causam angústia, até o facto de imaginar não ter tempo na minha vida para ler todos os livros que gostaria, pode servir como "abanão" e manter-me acordado mais uns minutos.

Arre!!!!!!!!!!!!!!!

A propósito...

No sábado estive das 10:00 às 13:00 no estádio Sérgio Conceição e vi por lá um cachorrito, aparentemente "pêlo de arame", com muita fome e algum medo das pessoas.

Não sei se faria parte da matilha que por lá costuma (ou costumava) andar, mas o certo é que não apareceu mais nenhum e aquele tinha um ar muito inofensivo.

Se alguém souber de algo, é favor informar aqui o "Je".

Começar a semana com uma lamechice...


27 janeiro 2013

Faz hoje uma dúzia de anos


AQUI escrevi sobre as cheias que estão ainda na nossa memória.

O certo é que o caudal volta a ser enorme e o leito do Mondego continua com areia, cascalho, seixos e árvores de grande porte.
 
Um dia destes voltaremos a tirar fotos giras e a comentá-lasno Facebook, mas a culpa continua a ser uma senhora velhinha, de quem todos falam, mas não consegue arranjar quem lhe pegue.

 

A orfandade dos “Jotas”


A malta mais nova do PS não se revê numa liderança que não é capaz de passar por cima de valores éticos, para chegar ao poder rapidamente.

Estiveram “na maior” muito tempo e agora, a sombra está muito fria, daí que queiram voltar para o seu “lugar ao Sol” rapidamente.

Trataram então de aceder à orquestração do “aluno de Erasmus de Paris” para abanar o Seguro e preparar terreno para o próximo líder, que com uma voz mais firme os fará acreditar num regresso ao poder antes mesmo de deixarem de poder usar o cartão jovem.

Primeiro vem o ex-minitro de “Sócas”, Silva Pereira, incendiar as tropas para que se marque um congresso antes das eleições autárquicas (onde se prevê uma estrondosa vitória do PS), para que o eventual novo líder possa desde logo colher os frutos e ser o impulso para outros voos. 

A Ana Gomes lá vai dizendo que não faz sentido que o congresso seja antes das eleições autárquicas, mas são muitos os “Vitalinos Canas” que têm pressa de ver “rei morto, rei posto”.

Com tudo isto, Seguro convoca a comissão política de urgência para tentar contar espingardas e faz figuras como a “qual é a pressa?”, repetida até à exaustão.

Mas falemos dos eventuais candidatos a líder…

António José Seguro - chegou a líder, mas perdeu o pouco carisma que tinha e deve ter tomado a outra metade do xanax que o Luís Filipe Meneses deixou, pois ambos eram uma coisa antes e apenas uma sombra no momento crucial.

António Costa – estranhamente não se assume como candidato à Câmara de Lisboa, embora sendo o socialista eleito no cargo mais importante e tendo tempo de antena todas as semanas na “quadratura do círculo”, está mortinho para ser Primeiro-Ministro.

Francisco Assis – já foi à luta, perdeu dignamente e tem o “terrível defeito” de pensar pela sua cabeça, o que já o fez apanhar umas chapadas em Felgueiras…

José Sócrates – deve estar a acabar a massa lá por Paris e começa a perceber que com a volta de Portugal aos mercados, em breve poderá vir e esturrar outra vez uns milhões à malta.

João Soares – com esta doença do pai, pode haver um “último desejo” e o Joãozinho dos diamantes/marfim da UNITA que caiu num avião em plena Jamba em 1989, aparecer como o símbolo do verdadeiro punho socialista “quem não souber ler, tem o punho para ver” – frase que ouvi repetidamente em pequeno.

De todos, prefiro o Assis, mas falta-lhe o apoio dos barões (Manuel Alegre, Almeida Santos e outros…)

P.S. - também não me importava que ganhasse a deputada que acusou 2,4g/L ao soprar o balão, sempre podia descer o preço dos "cornetos"

26 janeiro 2013

Congresso extraordinário do PS...

A pergunta que se impõe, é...

Quanto custa uma viagem de Paris a Portugal???

Terá o "quase engº" uns trocos para uma viagem na Ryanair???

Aceitam-se apostas.

Esta menina...

 ... que como se nota pelo número de anéis, já não é tão menina assim...


  já está no sítio dela...


... e em breve esperamos vê-la de novo assim:


Para a melhor mãe do Mundo - a minha!!!


Tivesse eu a inspiração do António Variações e a voz da Isabel Salgueiro e quem lha cantava hoje - no seu aniversário - era eu.

25 janeiro 2013

Amanhã, às 11:00 no Estádio Sérgio Conceição

Irá realizar-se o segundo jogo da segunda volta do campeonato de Benjamins.

Ribeirense X Formoselha

O Sporting Clube Ribeirense, por ter as suas instalações muito danificadas pelo temporal, vai usar este recinto para este escalão, nos seus jogos "em casa".

Ou seja, desta vez a desculpa de ser na lama, em pé e à chuva/sol, não pega, pois há bancada, com cadeiras e até zona coberta...

Recordo que no final da primeira volta o saldo (ligeiramente acima do meio da tabela, com tantas vitórias como derrotas), era claramente positivo, atendendo a que em metade dos jogos não havia qualquer suplente, em 25% eram apenas 6 os jogadores (trata-se de futebol de 7, logo, de início as equipas apresentam 7 jogadores em campo), além de nenhum dos atletas ter alguma vez sido federado e 4 dos 9 jogadores inscritos, serem ainda do escalão inferior "Traquinas".

Por tudo isto, vamos lá apoiar estes pequenos!!!


Desmistificar a função pública...


Exames da 4ª Classe (antiga, pois claro...)

Aceitam-se candidatos a universitários que consigam acertar a todas estas perguntas.

Já agora, o desafio abrange também pessoas com mais de 60 anos que orgulhosamente dizem ter feito o exame da 4ª classe - ANTIGO (pois mesmo essas, já não se lembrarão de metade. Digo eu...





P.S. - não vale recorrer à internet, pois nessa altura não havia...

24 janeiro 2013

Quem cabritos vende e cabras não tem...

..de algures lhe vem!

Antigo primeiro-ministro diz que estudos e vida milionária em Paris são pagos com a ajuda de familiares e dinheiro que pediu ao banco.

Recordo que esta "ave rara" oediu licença sem vencimento da Câmara onde era funcionário e vive em Paris, ao que consta, fazendo uma vida de luxo, há mais de ano e meio.

A família é que o sustenta? Com que dinheiro? Será com aquele que foi desviado para o tio e para o primo que fugiu para o Tibete?

Os favores pagam-se e a mãe dele parece que apesar de ser uma pensionista pouco mais que remediada, tem uns depósitos numas off-shores que não são brincadeira...

Nada é por acaso e nós vamos esperando...

Terá a comunicação social a mesma coragem de vasculhar e o confrontar, como fez em Londres com o Vale e Azevedo???

As árvores morrem de pé

Esta frase faz sentido também para a nossa amoreira, que tombou viva e não morreu.

Pude hoje confirmar (o que outros técnicos já tinham indicado) que a amoreira está viva - inclusivamente, consegui ver alguns vestígios de seiva recente.

Até o facto de não ter muita, é sinal que o sistema vascular se está a proteger, pois nesta época do ano não estava na fase vegetativa.

Acredito que os esforços que a Junta de Freguesia está a levar a cabo para a colocar no sítio, possam em finais de Março, princípios de Abril florir num ou outro raminho novo, que nos encheria a todos de alegria.

Num observação com pouco rigor, estimei que a idade mínima da amoreira serão 400 anos, mas, principalmente por não ter acesso ao tronco principal, calculo que possa ultrapassar o meio milénio.

Vamos acreditar que voltará a fazer-nos sombra!!!

Foi mesmo muita sorte...

Para completar o post sobre o acidente ferroviário na Granja do Ulmeiro, uma vista 3D do que se passa:

Clicar... AQUI!

Um agradecimento ao Alvarinho Banaco que está sempre em cima do acontecimento. És uma máquina!!!

23 janeiro 2013

E se não houvesse (esta) oposição???

Retrospectiva geral:

- Em Abril de 2011, Portugal pagava juros altíssimos para se financiar, ou seja, estava a um passo da bancarrota e o então P.M. "quase engº" fez este anúncio:


- Iniciam-se negociações lideradas pelo governo em funções (PS, com Sócrates e Teixeira dos Santos à cabeça) para assinar o memorando de entendimento (documento que traça as linhas mestras para o país sair da brutal crise económica na qual foi deixado cair, elaborado com quem nos emprestou o dinheiro a juros muito mais baixos do que os mercados - a tal TROIKA) que teria também a participação do PSD e do CDS.

- Alguns meses mais tarde, em Junho de 2011, decorreram eleições legislativas e os dois partidos - Bloco e PCP, que decidiram nem sequer negociar o memorando com os nossos credores, tiveram resultados muito fracos (setecentos e poucos mil votos - o CDS elegeu tantos deputados como os dois partidos juntos), mostrando claramente que mais de 70% dos portugueses preferiam o acordo e o dinheiro (embora quem conheça a mentalidade "Tuga" possa imaginar que alguns preferiam apenas o dinheiro, deixando o acordo para ser rasgado).


- Durante um ano e meio, foram aplicadas várias medidas que trouxeram desemprego, falências, redução do poder de compra e algumas manifestações.

- No início de 2013 Portugal paga taxas de juro muito mais baixas - ao nível de 2010 e como mostrou ter credibilidade, por cumprir o estipulado no memorando, é-lhe concedido mais tempo para pagar a dívida, o que pode trazer confiança aos mercados e aliviar as contas públicas, promovendo o tão desejado crescimento económico.

- Entretanto, por cá, a oposição fica triste por o défice ter sido cumprido (a confirmação será mais logo), todas as avaliações da TROIKA serem positivas, estarmos a pagar juros muito mais baixos, termos conseguido regressar aos mercados mais cedo e ser-nos concedido mais tempo para pagar a dívida - dizem que "é o resultado do fracasso do governo" - imagino se fosse um sucesso...

Vejamos a coisa pelos olhos da TOIKA:
Se uma pessoa que passasse o dia no café vos pedisse muito dinheiro para fazer frente às suas despesas mais básicas, provavelmente emprestariam, mas impunham condições - que fosse menos vezes ao café...

Se passado algum tempo o devedor continuasse a gastar exageradamente, provavelmente nem sequer pensavam em lhe fazer chegar mais dinheiro, mas se vissem que estava a fazer um esforço e a tomar um rumo na vida (mesmo que fossem notórias algumas privações...), provavelmente não se importariam de lhe dar mais tempo para pagar ou lhe baixassem os juros, para que pudesse orientar melhor as suas contas.

Claro que a confiança precisa de esforço e tempo, não aparece do nada, daí o título deste post...

Não contabilizando os partidos do "contra" que não só se recusaram a negociar, como se pudessem, rasgavam todos os documentos assinados com que nos emprestou dinheiro para pagar ordenados, reformas e medicamentos, por exemplo. Esses representam 13% dos portugueses e têm muito pouca expressão.

Temos o PS, mas esse partido está fragmentado, pois tem uma liderança frágil, onde o Soares velho é que risca, apesar do António Costa se preparar para ser líder no curto/médio prazo e o "exilado em Paris" continuar a manobrar os Zorrinhos a seu contento, aguardando melhores dias, para reaparecer como um salvador.

Ainda assim, sendo o principal (não o único) responsável pelo estado a que chegaram as contas públicas, liderando as negociações com a TROIKA e sabendo que apesar de dolorosos (e alguns mal dados, sem dúvida), os passos estão maioritariamente no bom sentido, insiste em se colar à "esquerda radical" e atirar poeira para os olhos dos portugueses, zurzindo de tudo - até dos sucessos reconhecidos internacionalmente e pelos economistas nacionais.

Tivesse Portugal uma oposição melhor e não seria necessário afirmar mil vezes que não necessitaríamos de mais tempo ou mais dinheiro - pois é muito importante gerir as expectativas dos mercados e se tivéssemos pedido mais tempo há um ano atrás, provavelmente não nos seria concedido e pagaríamos agora taxas de juro muito mais altas.

Este governo tem que gerir a comunicação para o exterior e tentar manter caladas as vozes dos burros que nos empurraram para o atoleiro e insistem que a melhor maneira de sair é continuar a fossar.

Num momento tão delicado, exigia-se mais responsabilidade e sentido de estado a quem ambiciona (legitimamente) ser poder.

Se fossem inteligentes, tentavam que este governo endireitasse as contas o mais rapidamente possível, para depois eles poderem (des)governar de novo e chamar a TROIKA outra vez (sim, das três vezes que Portugal chamou O FMI, era o PS que estava no governo - duas vezes o Soares e uma vez o Sócrates).

P.S. - para os mais distraídos, o facto de Portugal se estar a financiar autonomamente e com juros mais baixos, faz com que também as grandes empresas portuguesas o estejam a fazer, podendo refinanciar-se e consequentemente investir mais e com isto virá o emprego e o crescimento económico. Está tudo ligado, certo????

Eu digo-lhes que usem a cabeça, mas...

Ontem, debaixo de muita chuva, numa estrada com bastante movimento, apercebi-me que uma ambulância assinalando a marcha de emergência, arriscava circular a uma velocidade elevada, dadas as condições da estrada e de visibilidade.

Cerca de 5 minutos depois, vejo a ambulância parada em frente à escola para onde eu iria leccionar.

Um rapazola de 14 anos, já imobilizado pelos socorristas, tremia e mostrava não estar nada bem...

Tento acalmá-lo, pois reconheci-o como meu aluno e lá fez um gesto "fixe" e um ligeiro sorriso, quando me "meti com ele".

Depois de seguir viagem até ao Hospital de Aveiro, onde a mãe já o aguardava, por ter sido contactada pela escola, perguntei o que se tinha passado.

A descrição foi deliciosa, mas apenas deixo o resumo: "estávamos a brincar às touradas e o N vinha para me dar uma cabeçada, mas eu com medo arredei-me e ele bateu com a cabeça na parede com muita força."

Leitura tauromática: o forcado da cara, no momento da reunião, desviou-se, evitando ir da cangalhas, pelo que a pega não se consumou.

P.S. - o rapaz está livre de perigo e a recuperar bem do susto e da "marrada em falso"

22 janeiro 2013

A propósito de umas dúvidas que às vezes me colocam


Apesar do temporal...

O elemento mais novo do grupo...
 Alguns dos mais veteranos...
 O nosso "Vitorino" a preparar os dotes oratórios...
 Sempre o estandarte...
 Enfim, uns ficam outros vão, mas...
 O convívio e a  amizade entre gerações estará sempre presente!!!
Vivam os boinas!!!

A letra é do Manuel Alegre


21 janeiro 2013

Sorte? Milagre?


Depois de um temporal que por todo o país arrancou muitos milhares de árvores, centenas de telhados e muitas placas de trânsito e outros objectos de grande porte que "apenas" causou a morte a um idoso (ao que parece por ter sofrido um AVC após uma queda provocada pelo vento), agora um acidente brutal que "só"provoca uma dezena de feridos ligeiros.

A locomotiva do Alfa embateu na última carruagem do Regional e ficou como a imagem mostra.

O João Soares ainda não terá recuperado

... da valente "moca" que o levou a pegar fogo à Câmara de Lisboa???

Claro que estou a brincar, mas o facto é que este "filho do papá", ontem à noite no seu Facebook apressou-se a desmentir Marcelo Rebelo de Sousa que disse em directo que o Eduardo Barroso (sobrinho do Mário Soares e colega de escola primária e amigo pessoal de Marcelo, lhe terá passado e telemóvel e trocaram umas breves palavras).

Ou seja, sem saber a verdade, João Soares aproveitou para alfinetar o Marcelo (não que às vezes não mereça).

Enfim, assim vai a "elite" política neste país...

P.S. - pessoalmente quero lá saber se um idoso acamado num hospital de luxo fala ao telemóvel com um reformado "opinador" ou se o filho tenta fazer tabu do verdadeiro problema físico que mantém o "Soares pai" internado? Gostava de saber é porque abandonou ele o último Conselho de Estado, algumas horas antes de terminar... Mas isso parece não interessar aos jornalistas...

Há por aí algum teclado que não seja utilizado???

O Sr Luís Cortez, invisual e amputado de um braço, costumava ganhar a vida a tocar na Baixa de Coimbra, mas o temporal deste Sábado estragou-lhe o teclado.

Mais pormenores, AQUI!

Ontem foi mais um (e que jeitão pode dar...)


20 janeiro 2013

Ainda o temporal

Água
Luz
Bateria no telemóvel
Linha no telefone fixo
Rede de telemóvel
Etc...

Tudo é necessário!

Mas, tal como a saúde ou os amigos, só damos pela falta quando não temos.
 

Fica só um cheirinho...

... do jantar das boinas que doze anos depois teve a sua II edição.
Um verdadeiro sucesso!!!

19 janeiro 2013

Fotos dos estragos






Fotos "picadas" do FB

Hoje o jantar são sobras

O "cheff" caprichará...


Mau tempo...


A sede do Grupo folclórico, o pavilhão do Centro Social, alguns telhados e antenas...
 
Mas o Ribeirense foi quem mais terá sofrido.
 
Claro que a queda de uma árvore com o porte, localização e simbolismo como a amoreira, nos entristece a todos.

18 janeiro 2013

Nem de propósito...

Ontem em amena cavaqueira com alguns amigos, tentei explicar o meu ponto de vista sobre o "aluno de erasmus em Paris" e a sua actuação durante SEIS anos à frente dos destinos de Portugal.

Dizia eu que Sócrates tinha obrigação de se aperceber da situação e vér mais além, atacando a dívida externa e fazendo um esforço no controlo das contas públicas. Ao invés, andou a distribuir Magalhães, a construir Auto-estradas desertas, a remodelar luxuosamente escolas e se não o tirassem de lá, faria aeroportos, pontes sobre o Tejo e TGVs em força.

Hoje mesmo o salvador da Europa (segundo Soares, Seguro e outros socialistas) afirmou o seguinte...

François Hollande: «Estou confiante no regresso ao mercado de Portugal, porque houve um ajustamento muito grande, medidas, também, com um custo social muito elevado. Perguntam-me se a França poderia seguir este exemplo. Não, porque os níveis de dívida não são comparáveis, porque as situações económicas são diferentes. Mas é porque queremos evitar chegar a estas soluções que devemos atacar o problema o mais rapidamente possível e o mais eficazmente possível.»

Despojos do fim-de-semana passado

Das coisas boas que por cá se fazem...

Nada inferior a bourbons, gins, tequilhas, mezcal, runs, whiskys e outras bebidas do mundo.

17 janeiro 2013

As opiniões são como as bocas: cada um tem a sua

E a minha é esta, independentemente das leis existentes (neste ou em outro país), das certezas dos criadores (com ou sem experiências negativas) ou mesmo de pruridos que possa causar.

Agora que a poeira assentou e parece que hoje não houve notícia de nenhum ataque mortal de um cão em Portugal...

Factos:
- Um inocente de 18 meses foi morto à dentada por um cão.
- Os principais responsáveis seriam os cuidadores da criança e os donos do cão.
- Há uma correria nas redes sociais e dezenas de milhar de assinaturas a impedir o abate do cão (sinceramente, não me causa nenhum prurido que o animal continue vivo, desde que quando esteja sem açaime seja impedido de conviver com pessoas).
- Estes milhares de pessoas não sabem como se chamava o menino morto, ou os seus gostos, mas sabem exactamente o nome do cão e o seu historial de meiguices e brincadeiras favoritas.
- Estes milhares de pessoas não fazem uma petição para alterar as leis ou aplicar as que já existem (a maioria seria incapaz de telefonar para a polícia se visse um cão destas raças a passear sem açaime).

Todos os cães mordem! Claro, basta que tenham boca e já agora, dentes.

Todos os animais se podem descontrolar repentinamente? Sim! Principalmente cães, cavalos, gatos e outros bichos sensitivos.

Então, a questão que coloco é: "se eu andar com uma faca de talher no bolso será a mesma coisa que andar com uma navalha de "ponta e mola", com 20cm de gume?"

Perante a lei, não é a mesma coisa. Porque embora ambas possam ferir e em última análise matar, uma delas é ilegal (embora também possa ser utilizada apenas para descascar fruta).

Ou seja, um cão pode pesar 80 Kg ou ter uma insensibilidade à dor incrível, uma força nas mandíbulas descomunal e servir apenas como companhia, usufruindo o seu dono da sua vertente carinhosa.

Da mesma forma, se eu quiser descascar uma maçã com um sabre (havia de ser bonito...), poderei fazê-lo, mas dentro de casa, pois andar com uma espada na rua (ainda por cima se ela tiver vontade própria seria de loucos).

Se eu resolvesse andar a passear com um sabre, ou melhor, atirá-lo ao ar, sem qualquer protecção (desembainhado, portanto), as pessoas olhariam de lado, afastar-se-iam e algumas chamariam a polícia, pois de um momento para o outro, o sabre podia ferir seriamente algum dos convivas que estivesse na rua.

Vem isto a propósito desta notícia, com a qual concordo em parte. Os donos são os responsáveis pelos seus animais, o que não quer dizer que os consigam controlar. 

Mas para diminuir muito o risco e tentar conciliar todas as partes, NENHUM cão devia sair à rua sem açaime (sim, porque a trela não basta, ou acham que conseguem controlar alguns cães? Já assisti a donos perfeitamente em pânico porque não conseguem segurar os seus "carinhosos" cães quando estes vêm outros ou uma criança a brincar com uma bola).

Claro que se nos animais (independentemente da sua raça) for incutida violência, as probabilidades de haver um acidente são muitíssimo maiores. Entendo portanto que devia ser exigido um exame psico-sociológico (se é que isto existe) a todos os detentores de cães com determinadas características (sim, porque há muitos espertinhos que cruzam raças para contornar a lei, pois assim os seus exemplares não são abrangidos pela tal lista das "raças perigosas").

Sobre os cães serem todos iguais, ficam dois vídeos que mostram bem a ferocidade e a capacidade e vontade de matar (não se trata de amedrontar, afugentar ou como a maior parte dos cães faz - inclusivamente os cães-pastores que mal nos afastamos do que estão a proteger, deixam-nos em paz) que alguns animais demonstra (em grande parte pela sua combinação genética que foi sendo manipulada para os tornar assim).

 

Não se trata de serem pretos ou brancos, grandes ou pequenos (um São Bernardo ou um Serra da Estrela são bem mais corpulentos que um American Pit Bull Terrier), mas das suas características intrínsecas.

Quanto às opiniões... Por cada imagem de um cão com estes genes (que os tornam capazes do pior) a receber um abraço de uma criança, ou outra qualquer meiguice (que são bem capazes de proporcionar), podemos encontrar outra horrível dos efeitos causados pelas suas "irritabilidades". Por isso, a imagem do tal "Zico", com a cauda entre as patas e um ar inofensivo e indefeso, pode bem ser alterada para uma agressiva, se

No google apenas coloquei "ataque pit bull" ou qualquer coisa do género e apareceram estas:










Entretanto, as marcas deixadas por uma "mordidela normal" de "UM CÃO NORMAL" (dos tais que param de morder quando o dono lhe grita ou lhes dá uma palmada), é mais ou menos assim:

Resumindo, se eu tivesse um leão (criado comigo desde pequenino), extremamente dócil, que gostasse de miminhos e nunca tivesse atacado ninguém, teria o direito a ir com ele para a rua, sem esperar que as pessoas me olhassem de lado, fugissem ou chamassem a polícia?

A diferença é que em Portugal não há registos de mortes por leões nos últimos anos, enquanto por cães a média deve aproximar-se de uma morte por mês.

Já agora, não consigo encontrar dados sobre o número de ataques mortais por animais domésticos e selvagens em Portugal. Se alguém tiver, envie-mos, por favor.

P.S. - para os mais acérrimos defensores de raças de cães que têm uma capacidade de ataque semelhante a um crocodilo, percebam que nada tenho contra os cães em geral, só acho de elementar bom senso não ter um animal que ao descontrolar-se pode deliberadamente causar a morte ao seu dono ou, MUITO MAIS GRAVE,  a terceiros, pois ter uma víbora, uma piton ou uma tarântula também pode ser muito excêntrico, mas é PERIGOSO e ter um leão, um urso ou um tigre, é PROIBIDO.