A enclavar desde 2005

«São meus discípulos, se alguns tenho, os que estão contra mim, porque esses guardaram no fundo da alma a força que verdadeiramente me anima e que mais desejaria transmitir-lhes: a de se não conformarem.»
Professor Agostinho da Silva





10 julho 2011

Ribeira de Frades dificilmente deixará de ser Freguesia

«Haverá uma redução substancial. E nesta redução não devemos ter só como critério o número de eleitores, mas também a tipologia da freguesia (predominantemente urbanas ou rurais), o critério demográfico, a distância da sede de freguesia à sede do concelho, a área, os serviços públicos na área de abrangência das freguesias e a orografia do território.»

Os sublinhados são meus e colocam Ribeira de Frades numa posição confortável relativamente a estes critérios. Penso eu de que...

9 comentários:

Anónimo disse...

E se te enganares?

Taveiro, dis-te alguma coisa?
Este nome sonante, conheces?

Pois é tem expoente, tem gentes grandes, tem conferencias de gente económicamente muito possantes, sabes? e se depender de Taveiro, essa arrogancia vai parar perto.
Me aguarde, como diz o Brasuca.

Não vês que não é por acaso que os Carregais aí estão a demarcar-se, a dizer, esse lugar aì no meio tem de desaparecer.
E mais uma vez te digo, como amigo, vai pondo as barbichas de molho, porque vais engolir o sapo.

Anónimo disse...

è Pá afinal andam com medo?????????????

JPG disse...

Tenho muitos Amigos em Taveiro, espero ir lá a uma "tainada" esta Quinta-feira e nunca me fez qualquer comichão que seja Vila. Antes pelo contrário, como fui eleitor do "Congo" muitos anos, considero-a a minha segunda terra, ou como digo por brincadeira, tenho dupla "nacionalidade".

Mas sejamos razoáveis, a situação do enclave não faz qualquer sentido.

Já a fusão de freguesias com cerca de 2 mil habitantes cada, numa zona peri-urbana, não obedece às orientações que vão saindo da parte de quem decide.

A ver vamos, como diz o ceguinho...

manuel marques disse...

O caos vem aí...

Abraço.

Anónimo disse...

Ambos sabemos que o que é hoje lei, amanhã já o não é, porisso digo que a lei faz-se conforme os amigos que se têm.

Anónimo disse...

A mim parece-me que mais facilmente nos juntaremos a S. Martinho do que a Taveiro... A ver vamos, como diz o cego!

Anónimo disse...

Para o 1.º anónimo, começo por lhe dizer que "presunção e água benta, cada um toma a que quer".
Sobre a questão da fusão ou associação de freguesias, nada está decidido, mas digo-lhe que não passa de um "ignorante" nesta matéria, porque deveria saber que nenhuma das freguesia perderá a identidade e sim nascerá uma nova freguesia que abrangerá essas que se associarem ou fundirem.
Sobre a extinçã também poderá acontecer mas aí estou plenamente convencido que só serão eliminadas as chamadas urbanas. ou da sede do concelho, que a acontecer em Coimbra envolveria, S. Bartolomeu, Almedina, Sé Nova e parte de Santa Cruz e se calhar parte de Santo António dos Olivais, criando uma unica freguesia, já que neste momento é a Câmara que faz tudo na área destas freguesias, principalmente nas 3 primeiras, que nem um funcionário têm....mas enfim como me parece que não tem conhecimento de nada do que afirma e é "ignorante" nestas matérias, penso que nem sequer merece mais qualquer resposta......

corradi disse...

Para mim, é impensável..
O problema, não é por ser Taveiro ou S Martinho, muito menos as gentes que lá vivem.Há tradições, história e mesmo sentimentos que não se podem misturar...
Na eventualidade de isso acontecer, e após vários contactos, vai ser criado uma força revolucionária (LIR) Luta pela Independência Ribeirense

JPG disse...

Eheheheh